Home / Dicas e Tutoriais / Mais de 70 Coisas Em 7 Passos Para Fazer Depois de Instalar o Ubuntu 18.04 LTS Bionic Beaver

Mais de 70 Coisas Em 7 Passos Para Fazer Depois de Instalar o Ubuntu 18.04 LTS Bionic Beaver

E aí galera!

Após o Review do Ubuntu 18.04 LTS Bionic Beaver que foi lançado recentemente, agora é hora de deixarmos completão para o uso geral. Você viu o review? Se ainda não, não deixe de conferir clicando no link acima ou na imagem abaixo.

Pimeiro Login

Na primeira vez que fizer login, ele mostrará essa tela de boas vindas abaixo, chamada “Whats new” que mostra as novidades e permite também que você configure o Live Patch, que irá fazer atualizações de kernel sem a necessidade de boot na máquina. Por isso, se quiser começar realmente por aí, vá em frente, mas precisará usar ou criar uma conta do Ubuntu Single Sign on. Clique na imagem abaixo para ver a animação.

Bom, agora vamos instalar e configurar muita coisa. O intuito será deixá-lo pronto para o uso geral, repleto de programas e personalizado de maneira que fique bem bacana.

Vamos lá?

1 – Ative os Repositórios Parceiros

Abra o app “Programas e Atualizações”, vá até a segunda aba “Outros Programas” e marque as duas opções “Parceiros da Canonical” ativando-as. Clique em Fechar no canto inferior direito. Ele solicitará que recarregue o apt, clique em sim e pronto.

2 – Instale os drivers que precisar

Abra novamente o app “Programas e Atualizações, mas agora vá até a aba “Drivers Adicionais”. Escolha os drivers correspondente ao que precisa. (placa de vídeo, processador e etc). Clique em “Aplicar Alterações” e espere terminar a instalação. Após terminar ainda não reinicie o sistema e pode fechar esta janela.

3 – Atualize o Sistema

Abra o terminal e cole o seguinte comando:

sudo apt update && sudo apt dist-upgrade -y

Após o término de todas as instalações, agora sim, reinicie o sistema.

4 – Instalação de Programas – O Maior Item

Esse item é o maior de todos, pois iremos instalar muita coisa, tanto nativos, como Snaps e Flatpaks, mas o intuito meu não é dar uma lista pronta de apps, e sim mostrar como instalá-los e dar algumas sugestões.

 

4.1 – Codecs e outros

O Ubuntu oferece a instalação de codecs de terceiros, extras restritos (como o plug-in do Adobe Flash) e drivers proprietários automaticamente como parte do processo de instalação.

Mas se você não marcar esta caixa de seleção, conforme a imagem acima, durante a instalação, não poderá reproduzir arquivos MP3, assistir a vídeos online que usam flash, ou aproveitar o suporte aprimorado da placa gráfica até instalar todos os pacotes necessários. Mesmo que creia a ter marcado essa opção quando instalou o Ubuntu, é sempre bom conferir e aproveitar para instalar diversos programas úteis. Copie, cole e rode os comandos abaixo no terminal.

sudo apt install ubuntu-restricted-addons

Também podemos instalar ainda mais como o pacote de fontes mscorefonts entre outros.

sudo apt install ubuntu-restricted-extras

Aceite o contrato usando as setas do teclado e então a tecla “enter”.

4.2 – Programas Diversos

O Ubuntu vem com um conjunto padrão de programas, então, se você deseja mais opções, faz-se necessário a instalação de programas adicionais. Eu defini um conjunto aproximadamente 20 programas para instalarmos que é composto de:

  • Navegadores: Chrome, Opera
  • Suíte de escritório: WPS Office
  • Cliente de e-mail: Evolution
  • Editores de Imagem: Mypaint, Gimp
  • Editores de Vídeo: Pitivi, Kdenlive
  • Player de Vídeo: VLC
  • Ferramentas do Sistema: Gerenciador de Pacotes Synaptic, Instalador de pacotes GDebi, Gnome-tweak-tool, gparted
  • Social Web Apps: Facebook, Gmail, Instagram, Whatsapp, Twitter
  • Chat: Skype, Pidgin
  • Música online: Spotify
  • Games: Getdeb (repositório e diversos games), Steam, frozen-bubble

Escolha o Que Quiser:

Nesta etapa eu darei sugestões de instalações, mas você escolhe o que instalar e como instalar.
Você já pode escolher alguns deles para instalar pela Ubuntu Software.

Repare quando escolher um software qual é a fonte dele para saber se vem dos repositórios padrão do Ubuntu ou é um pacote tipo snap:

Você pode listar os pacotes snaps digitando “snap” no campo de busca

Se quiser instalar um programa tipo Snap via terminal

Para encontrar e listar um pacote snap por categorias (no exemplo abaixo todos os de música):

snap find music

Se quiser filtrar por tipo de player

snap find music | grep player

Para instalar um pacote Snap (game Minecraft, por exemplo):

sudo snap install minecraft

Para Listar os Snaps instalados

snap list

Alguns programas tradicionais que instalei via terminal

sudo apt install gparted synaptic gdebi dconf-tools ntfs-config liferea variety gnome-weather gnome-maps empathy filezilla diodon corebird compizconfig-settings-manager compiz-plugins opera-stable chromium-browser git recordmydesktop gtk-recordmydesktop vokoscreen kazam gimp inkscape shutter openshot audacity pitivi kdenlive pinta mypaint mypaint-data-extras blender wallch variety ubuntu-restricted-extras ubuntu-restricted-addons pidgin ttf-mscorefonts-installer frozen-bubble supertuxkart steam wine-stable winetricks playonlinux vlc empathy-skype numix-icon-theme pidgin lm-sensors openjdk-8-jdk

4.3 – GetDeb

Vamos adicionar o repositório do GetDeb para termos disponíveis mais alguns apps e games

echo “deb http://archive.getdeb.net/ubuntu zesty-getdeb apps” >> /etc/apt/sources.list && wget -q -O- http://archive.getdeb.net/getdeb-archive.key | sudo apt-key add – && sudo apt update

Depois de adicionado o repositório do GetDeb confira alguns apps que estarão disponíveis na sua Ubuntu Software para instalação ou via linha de comando. As imagens abaixo são estatísticas de download de apps e games vindos desse repositório. Você pode também instalar pelo site clicando nos apps ou games que desejar.

4.4 – Flatpak

Como você deve saber, o formado de pacote Snap fornece softwares que possuem dentro deles todos os componentes para que ele rode sem compartilhar dependências do sistema ou de outros pacotes instalados. Isso garante um pacote independente e ajuda o usuário a não precisar adicionar diversos repositórios de terceiros e correr o risco de ter dependências em conflito bugando o sistema. Mas o formato Snap não são o único formato independente de pacotes. O formato Flatpak também faz a mesma coisa.

O Ubuntu 18.04 suporta o Flatpak, mas não é habilitado por padrão. Para usar os aplicativos Flatpak no Ubuntu, você precisa fazer o seguinte:

1 – Instale o Flatpak

Vamos adicionar o repositório oficial e então instalá-lo. No terminal copie, cole e rode os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:alexlarsson/flatpak
sudo apt install flatpak

2 – Instale o Software plugin do Flatpak

Isso permitirá que você instale apps flatpak sem a necessidade da linha de comando. Para instalá-lo, rode o seguinte comando:

sudo apt install gnome-software-plugin-flatpak

3 – Adicione o repositório do Flathub

Flathub é o melhor lugar para encontrar apps do tipo Flatpak. Para adicioná-lo:

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Agora basta reiniciar o computador.

Instalando Apps do Tipo Flatpak

Esta é a loja de aplicativos Flatpak quase oficial.

Basta acessar o site, escolher o app, e clicar no botão “Install” e pronto. Ele baixará o app e abrirá a Ubuntu Software para fazer a instalação.

Você pode escolher o app que deseja diretamente da Ubuntu Software

Repare que quando você abrir o Ubuntu Software após reiniciar a máquina, ele irá começar a carregar e popular a biblioteca com os apps do flathub.org:

Agora você poderá escolher os aplicativos que deseja, e vendo quais são flatpaks, há muitas opções de apps populares (prepare-se para o déjà vu) Skype, Spotify, LibreOffice, VLC e Visual Studio Code.

Muitos outros softwares estão disponíveis no Flathub, incluindo:

Audacity – editor de áudio de código aberto
Geary – aplicativo de e-mail de desktop de código aberto
Discord – bate-papo de voz de código fechado
FIleZilla – cliente de FTP e SSH de código aberto
Lollypop – leitor de música Linux de código aberto
Kdenlive – editor de vídeo de código aberto

Instalando o Lollypop como exemplo

Repare que quando você escolher o aplicativo que desejar, no rodapé da página do aplicativo, você tem informações de tamanho, versão e fonte e então repare que é um app da flatpak:

Filtrando apps Flatpak

Basta digitar no campo de busca “flatpak”

Observação importante:

Se estiver em uma instalação limpa, vale a pena evitar instalar muitos PPAs e repositórios externos, pois muito do que se deseja pode ser obtido via Flatpak ou Snap. Quando menos repositórios externos, melhor.

Eu de início, instalei os seguintes pela Ubuntu Software: Skype, Spotify, Facebook-webapp, Instagraph, pixbuf, corebird.

4.5 – Instale o Google Chrome

Logue-se como root:

sudo su

Então copie, cole e rode o comando:

sudo echo "deb [arch=amd64] http://dl.google.com/linux/chrome/deb/ stable main" >> /etc/apt/sources.list.d/google-chrome.list && wget https://dl.google.com/linux/linux_signing_key.pub && sudo apt-key add linux_signing_key.pub && sudo apt update && sudo apt install google-chrome-stable

4.6 – Instale o Opera

Mais uma navegador web de peso. O Opera na verdade é um precursor de recursos, e tudo o que ele lança os outros navegadores copiam. Navegação com abas? Opera lançou primeiro. Sincronização de favoritos com login, tela inicial com atalhos personalizados, temas, capturas de tela entre outras funcionalidades que vemos atualmente nos outros, a maioria veio do Opera.

sudo apt install apt-transport-https
wget -q -O - https://deb.opera.com/archive.key | sudo apt-key add -
sudo sh -c 'echo "deb https://deb.opera.com/opera-stable/ stable non-free" >> /etc/apt/sources.list.d/opera-stable.list'
sudo apt update && sudo apt install opera-stable

4.7 – Mais 2 Outros Bons Navegadores

Se desejar ter ainda mais opções leves para navegar na web, recomendo a instalação de mais 2 navegadores, o Epiphany e o Chromium (open source do qual o Google Chrome se baseou).

sudo apt install epiphany-browser chromium-browser

Depois basta chamá-los pela busca e adicioná-los à dock.

4.8 – Extensões do Gnome shell

No Ubuntu 18.04, o aplicativo que faz a conexão do site de extensões do Gnome não vem instalado. Então faz-se necessário instalá-lo, e depois podemos adicionar as extensões que quisermos. cole o comando abaixo para instalar o software necessário.

sudo apt install chrome-gnome-shell

Agora você pode adicionar as extensões de duas formas. A primeira é pelo site extensions.gnome.org e a segunda é pelo app Ubuntu Software.

No site https://extensions.gnome.org, você deverá primeiramente fazer login (ou criar um se não tiver). Depois deverá adicionar a extensão ao seu navegador.

Instalada a extensão aparecerá uma mensagem assim no Firefox:

Agora se você visitar uma extensão que goste, aparecerá este botão. Ativando-o a extensão será instalada no seu Ubuntu.

Basta confirmar:

As extensões que recomendo são:

  • Pixel Saver – reduz o tamanho da barra de título de janelas maximizadas..
  • Gno-Menu – Adiciona um menu tradicional ao Desktop.
  • Gsconnect – Conecta o Android ao Ubuntu desktop de maneira sem fio.
  • Screenshot Tool – Faz screenshots e salva na nuvem.
  • Places Status Indicator – Mostra um indicador com as pastas favoritas.
  • OpenWeather – Integra previsão do tempo com o Calendário.
  • Workspace Indicator – Mostra um indicador que permite trocar de área de trabalho.
  • Clipboard Indicator – Mostra uma lista com o conteúdo da área de transferência.
  • Dash to Dock – Permite transformar a Dash em um dock e personalisar diversas características.
  • DropDown Terminal – Habilita um terminal suspenso com a tecla ‘ (abaixo do esc).
  • Netspeed – Mostra a velocidade de download e upload de suas placas de rede
  • Dash to Panel – combina a barra superior com a dock em um único painel. Isso caso queira transformar a barra superior em uma barra de tarefas inferior sem alterar a dock do lado esquerdo.

Instalando as extensões pelo app Ubuntu Software

Basta navegar pela categoria “Complemento”, e depois “Extensões de shell”

Por este método, é interessante você já saber as extensões que deseja instalar. Após escolher a que quer pelo nome, você verá uma prévia dela, e poderá instalar.

Obs. Instalar extensões pelo site eu considero melhor pela riqueza de informações e pela diversão. 😀

Após essas instalações você poderá gerenciá-las pelo app Gnome-Tweak. Digite no lançador “tweak” ou “ajustes” para abri-lo.

Obs. Se alguma extensão não funcionar e apresentar o símbolo de alerta, basta removê-la apagando a pasta da mesma que se encontra em /home/seu-usuário/.local/share/gnome-shell/extensions/. Como é uma pasta oculta, não se esqueça de escolher a opção para exibir as pastas ocultas no Nautilus, ou aperte as teclas Ctrl+h.

4.9 – Instale o Gnome Weather

O Gnome-Weather é o aplicativo oficial da Gnome para mostrar previsões do clima. Geralmente ele vem instalado em distros que usam o Gnome, mas no Ubuntu não veio. Já inclui a instalação dele no começo desta parte, mas se você ainda não fez, segue o comando novamente:

sudo apt install gnome-weather

Abra-o pelo lançador

Pode ser que ele pegue a sua cidade automaticamente pela sua localização, se não, configure sua cidade pelo botão “locais” no canto superior esquerdo, digite o nome da sua cidade e confirme.

Repare que agora você terá as informações de clima integrado às notificações do sistema:

4.10 – Remova o App da Amazon

Eu não sei quanto a você, mas eu não tenho o costume de comprar na Amazon, e mesmo que eu queira, iria abrir o site no navegador. Então este contrato do Ubuntu com a Amazon tem feito este app presente há muitas versões. Se você não o deseja mais, basta desinstala-lo com este comando abaixo:

sudo apt remove --purge ubuntu-web-launchers

Ou remova pela Ubuntu Software, pesquisando por “amazon”

4.11 – Instale o WPS Office

Esta suíte de escritório não é mais completa do que a que vem instalado por padrão no Ubuntu, que é a Libre Office. O WPS Office possui apenas 3 apps que são: Writer, Presentation e Spreadsheet, ou seja, editor de texto, apresentador e planilhas. Porém, para quem veio do Microsoft Office e não se acostuma com o Libre Office de jeito nenhum, ela é uma excelente alternativa por causa da similaridade com o pacote da Microsoft.

Para instalá-lo, use os seguintes comandos:

1 – Baixe o programa:

wget http://kdl1.cache.wps.com/ksodl/download/linux/a21//wps-office_10.1.0.5707~a21_amd64.deb -O wps-office.deb

2 – Baixe o pacote de fontes

wget http://kdl.cc.ksosoft.com/wps-community/download/fonts/wps-office-fonts_1.0_all.deb -O web-office-fonts.deb

3 – Instale tudo com o comando:

sudo dpkg -i wps-office*.deb && sudo apt install -f

4.12 – Instale um melhor Visualizador de Imagens

Por padrão o app “Visualizador de imagens” do Ubuntu não faz edições simples como cortar ou corrigir. Para corrigir isso, instalei o Pantheon-photos que veio da distro Linux Elementary OS, e para mim ajuda muito.

Para instalar o Panrheon-photos, vamos adicionar este repositório e depois instalar.

sudo add-apt-repository ppa:elementary-os/daily
sudo apt install pantheon-photos

Obs. Se desejar pode instalar também o navegador de arquivos “pantheon-files” e terminal “pantheon-terminal” que são muito bons.

Veja só a diferença abrindo uma imagem com o visualizador de imagens do Ubuntu e depois com o Visuzalizador de Fotos (pantheon-photos, configurado como aplicativo preferencial): No primeiro a única opção de edição rápida é girar, e no segundo, é possível: melhorar, cortar, girar, endireitar, reduzir olhos vermelhos, salvar como, desfazer, refazer e etc.

4.13 – Gosta do App do WhatsApp no Desktop?

É possível usar o whatsapp web no desktop através do endereço web.whatsapp.com, mas se você prefere usar um app que roda separado e que pode ser bem melhor, instale usando os passos abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:atareao/whatsapp-desktop -y
sudo apt install whatsapp-desktop

Agora é só abrir, adicionar aos favoritos e usar.

Outra opção é instalar o app Franz que reúne diversas opções como e-mail, messenger, whatsapp e muitos outros.

5 – Personalização

5.1 – Instale o Tema da Comunidade

O tema padrão do Ubuntu é chamado de “Ambiance”. É perfeitamente agradável, mas não mudou muito desde que foi lançado. Então sugiro começarmos a usar um novo tema pelo “communitheme”.

Apenas cole e rode o comando abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:communitheme/ppa
sudo apt install ubuntu-communitheme-session

Para testar esse tema, é necessário reiniciar o computador, e depois no login, escolher o tipo de sessão do “Communitheme on Xorg”, pois escolhendo apenas o “Communitheme”, ele irá subir a sessão com o Wayland.

Olhe só como vai ficar ao final, usando esse tema e ajustando tudo:

Ou assim:

5.2 – Instale o app “Ajustes” (Gnome-Tweak-Tool)

A tradução do nome deste app ficou realmente bem simples, afinal tweak quer dizer ajuste. O Gnome-Tweaks permite que você acesse uma variedade de configurações e opções que o painel padrão do Ubuntu não possui. Usando o “Ajustes” você pode:

  • Alterar o tema de janelas e ícones
  • Mover os botões da janela para a esquerda
  • Ajustar o comportamento do mouse / trackpad
  • Alterar as fontes do sistema
  • Gerenciar extensões do GNOME
  • Exibir a data ao lado da hora
  • Exibir porcentagem da bateria (recomendado para notebooks)
  • Mudar a posição dos botões das janela para o lado que quiser
  • Alterar as fontes (tipo de letra)
  • Exibir ou ocultar os ícones do Desktop
  • Alternar entre áreas de trabalho estáticas ao invés de dinâmicas
  • E muito mais!

Por essa razão, o app Ajustes é uma ferramenta essencial.

Para instalá-lo rode o comando:

sudo apt install gnome-tweak-tool

5.3 – Usando o App Ajustes – Fazendo Diversas Configurações

Na imagem abaixo, eu alterei apenas ele mostrar a porcentagem da bateria, data e hora, mudei o clique direito do mouse no touchpad do notebook (para não fazer com 2 dedos), Removi o ícone da lixeira do Desktop, e ativei as áreas de trabalho estáticas ao invés das dinâmicas. Clique na imagem abaixo para ver a animação.

 

5.4 – Configure a Extensão Dash to Dock

Já instalamos as extensões do Gnome e esta é a mais importante, pois nele iremos:

  • Habilitar o botão da Dash no canto superior da tela, como era no Unity
  • Habilitar a ação de minimizar as janelas clicando em seus ícones
  • Diminuir o tamanho dos ícones da Dock
  • Mudar o estilo de indicadores de apps que estão abertos
  • Outras opções que desejar

Mas talvez as duas alterações mais bacanas são Mudar o ícone de busca do Ubuntu para a parte de cima e habilitar o minimizar um programa com o clique. Clique na imagem abaixo para ver a animação.

Outra Maneira de Habilitar o “Minimizar ao Clicar”

Fizemos isso acima via Ferramenta de Ajustes. Mas você pode fazer isso também com esse comando:

gsettings set org.gnome.shell.extensions.dash-to-dock click-action 'minimize'

5.5 – Ajuste Sua Dock – Posição e Ícones

Ícones: Ajuste como desejar os ícones favoritos para que ele esteja ao seu alcance facilmente. Basta escolher um app e arrastá-lo para a dock ou clicar com o botão direito e escolher a opção “adicionar aos favoritos”. Eu também removi o ícone do app “Ajuda” da dock

Posição: Vá em Configurações > Doca e ajuste o canto da tela que você prefere que ela fique. Veja só como ficaram nas 2 opções:

5.6 – Edite o Perfil do Terminal

Se quiser um terminal um pouco mais elegante, adicione transparência nele, mas não muita para que não atrapalhe a leitura do que está nele.

Abra o terminal, e escolha a opção “Editar” e “Preferências”. Agora vá até o item “Perfil”. Desmarque a opção “Usar cores do tema do sistema”, e então escolha “Usar fundo transparente” e escolha o nível de transparência. Se desejar poderá alterar o esquema de cores embutido e outras opções também.

Obs. Eu alterei apenas a transparência e o tamanho da fonte que por padrão é 12, e eu mudei para 10 e ficou muito melhor.

5.7 – Trocar os Wallpapers Automaticamente

Algumas distros vem com essa função embutida, mas por enquanto o Ubuntu ainda não. Se você gosta de ter esse recurso para ter uma opção maior de wallpapers disponíveis vindos de diversas fontes dentro de um app, use o Variety, que já instalamos na parte de instalações deste artigo.

Se ainda não instalou:

sudo apt install variety

Agora é só usar, saiba mais como, ou clicando na imagem abaixo:

6 – Configurações e Detalhes

6.1 – Configure suas contas Online

Repare que alguns apps instalados ou nativos já se integram com as contas online cadastradas. Repare abaixo o Evolution já lê minhas contas do Google que cadastrei.

6.2 – Teste Alguns Apps Bacanas

Os apps Agenda e Tarefas se integram com suas contas online. O próprio Nautilus (Arquivos) também se integra com sua conta do Google, exibindo uma pasta de seu Google drive nele. O app Caracteres é um seletor de Emojis muito bacana também. Teste-os e veja como são bacanas.

Agenda:

Tarefas:

Google Drive integrado:

Caracteres:

 Emojis sempre são bem vindos 😀

6.3 – Coloque imagem na sua conta

Vá em Configurações > Detalhes > Usuários, e escolha uma imagem para a sua conta. Você pode também escolher alguma de seus arquivos.

A tela de login fica bem melhor com imagem nas contas

6.4 – Defina Seus Aplicativos Padrão

Eu costumo usar o Evolution como cliente de e-mail padrão, Firefox como Navegador, visualizador de fotos (pantheon-photos que instalamos no passo 4.10), VLC como player de vídeo e etc. Olhe só como deixei:

6.5 – Habilite o ‘Luz Noturna’ Para Não Cansar os Olhos

Vá em Configurações > Dispositivos > Monitores e escolha a opção “Luz Noturna”. Ele muda a cor da tela conforme o horário do dia para não cansar os olhos.

6.6 – Um ou Dois Cliques?

Uma coisa bacana que talvez possa ser útil para você como é para mim, é mudar a abertura de pasta e arquivos com o mouse para 1 clique ao invés de 2. É um detalhe pequeno que exige uma adaptação inicial, mas pode tornar o uso do sistema mais prático.

Abra o Nautilus (Arquivos), vá em “preferências” > “comportamento” e mude a opção.

6. 7 – Habilite o “Abrir Como Administrador” no Nautilus

Uma coisa que senti falta no Ubuntu 18.04 é chamar o Nautilus como root. Isso acontece por limitação de privilégios numa sessão do Wayland. Também acontece ao tentar abrir o Synaptic por exemplo, você chama ele pelo menu, ele pede a senha de root, mas não abre.

Se você logou como Wayland então terá que fazer o procedimento abaixo, por isso recomendo a sessão do Xorg e não do Wayland.

Numa sessão normal, você poderia clicar em uma pasta e escolher a opção “Abrir como Administrador”, ou no terminal digitando “sudo nautilus” ou “gksu nautilus”, mas na sessão Wayland isso simplesmente não funciona. Então fui instalar o pacote gksu, e o mesmo não está disponível para instalação. Para liberar o privilégiona sessão Wayland para abrir aplicativos como root, rode os seguinte comando:

xhost +si:localuser:root

Outra solução que é boa como complemento nos 2 tipos de sessão é instalar o nautilus-admin.

sudo apt install nautilus-admin

E pronto agora você pode usar a opção “Abrir como Administrador” para abrir uma pasta ou editar um arquivo como root, veja só.

Editando um arquivo de texto como root:

Ao fazer isso, obviamente ele solicitará sua senha de root:

6.8 – Faça Backup com o Déja Dup

Abra a ferramenta Déja Dup, nomeada no sistema por “Backup” e faça o backup do que quiser. Ela também permite que você agende backups automáticos e salve o conteúdo na nuvem como no Google Drive, por exemplo. O Ubuntu 18.04 veio com esta ferramenta para fazer backup apenas de pastas, e não faz snapshot do sistema. Mas se para você isso já é suficiente, eu recomendo, pois é sempre bom ter uma cópia na nuvem de seus arquivos.

Obs. Se quiser fazer backup do sistema (snapshot) para outra partição ou HD externo, sugiro que, pela Ubuntu Software, instale algum app de backup como o “Back in time” por exemplo.

7 – Verificação e Limpeza

Ao final de todo esse processo, você deve ter agora muitos arquivos de pacotes baixados e cache das aplicações. Para começarmos com o pé direito, vamos agora rodar uma limpeza e depois reiniciar o sistema e pronto, ele está pronto para o uso.

Para verificarmos se está tudo bem com os pacotes que instalamos, se não falta nenhuma dependência e então realizarmos uma limpeza, rode o comando abaixo:

sudo apt install -f && sudo dpkg --configure -a && sudo apt autoremove && sudo apt autoclean && sudo apt clean

Para limpar um pouco mais (logs e etc), eu usei o app Stacer. Eu removi cerca de mais 600MB com ele.

Conclusão

Espero que tenha deixado o seu Ubuntu o melhor que ele pode ficar para o seu uso. Em geral, eu o deixei pronto com mais opções de navegadores, mais games, codecs, java, flash, um pacote Office adicional, apps úteis para chat, ferramentas, backup, limpeza e uma personalização que o deixou muito confortável para mim.

Agora é só curtir o seu todo-novo Ubuntu 18.04 LTS Bionic Beaver.

Abraços,

Cleuber

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

10 Coisas Para Fazer Depois de Instalar o Linux Mint 18.3 – Sylvia

Olá galera, beleza? No último artigo ...