Home / Destaques / 10 Dicas Para “Noobies” no Linux

10 Dicas Para “Noobies” no Linux

Olá pessoal,

Já publiquei aqui algumas Dicas Para Iniciantes no Linux.
É um artigo que recomendo muito por ser muito completo e ajudar muito na iniciação ao Linux.

Sobre o Termo “Noob”

O termo ou gíria Noob, pode ser considerado meio ofensivo, mas para mim não, e até eu mesmo me considero noob em muitos casos, e eu irei explicar.

Definição pela Wikipedia:

Newbie, ou noob, também grafado como n00b, é uma palavra inglesa usada como gíria comum entre os militares norte-americanos designada a alguém que acaba de chegar, ou alguém que assume um novo posto ou função.

O termo é amplamente utilizado na Internet – sobretudo em sua maioria em salas de bate-papo de jogos online multiplayer ou ainda para identificar os que têm conhecimento básico em informática. Também é usado para designar uma pessoa sem experiência ou com menos experiência do que os demais.

Então “noob” deriva de “new” (novo), ou novato ou, newbie/noob (carinhosamente novatinho).

Somos Todos Noobies!

Bom, na verdade, todos somos noobies, mas em diferentes escalas, eu sou noob em muitos jogos, e em muitas coisas da TI nos níveis que ainda preciso avançar, e conheço muitos caras que sabem tanto de Linux, que estão em um nível muito, muito alto, na verdade em administração de servidores também e desenvolvimento, que vai demorar para alcançar, mas isso não me preocupa nem um pouco, pois eu sei que aprendizado leva tempo, o importante é continuar estudando.

Mas no nível mais simples de uso de Linux para Desktop, que é onde temos muitos noobs iniciando e onde precisam começar a ganhar um conhecimento para finalmente deixar esse título para trás, (pelo menos nesse nível), afinal, ninguém sabe tudo.

Hoje vou compartilhar algumas dicas para você que está começando no Linux e muitas vezes na informática também.

Vamos as Dicas

1 – Escolha Sua Distribuição Linux

learn-about-linux-distributions

Se já escolheu sua distribuição Linux com ajuda do artigo “Dicas Para Iniciantes no Linux, e já a instalou e começou a usá-la, então, vá em frente, mas tenha sempre uma instalação de teste, em que a qualquer momento, você possa, formatar e instalar tudo de novo. Eu recomendo particionar o HD e instalar umas 3 distros diferentes, e ter seus dados pessoais (documentos, fotos, vídeos) em uma partição separada, ou HD externo. Esse ambiente é ideal para você “pintar e bordar”.

E poderá também começar a trabalhar com máquinas virtuais o que facilita muito a criação de ambiente de laboratório.

Ao escolher sua distribuição Linux, procure fazer parte de grupos e fóruns oficiais desta Distro, para quando ler novidades a respeito dela, e quando necessário, pedir ajuda.

 

2 – Não Tenha Medo, Não Desista!

medo-de-dentista-parte-2
O medo é o maior inimigo dos aprendizes.
Seja ousado e faça tudo o que quiser. Pesquise bastante e não desista quando os problemas acontecerem.
Os problemas e dificuldade aparecerão no aprendizado de qualquer coisa nova.
O aprendizado vai precisar de muito laboratório, então siga primeiramente o conselho número 1.

 

3 – Tenha Noção do Seu Nível

matrix

Essa dica é para quem deseja se profissionalizar no Linux.

É muito comum, iniciantes tentarem fazer um laboratório de, por exemplo, a instalação de um Domain Controller ou Servidor de Arquivos no Linux com Samba, um servidor de Proxy com Squid, e etc, mas ainda não sabem o básico sobre Linux e em muitos casos ainda pouco sobre informática.

“Não coloque a carroça na frente dos bois”.

Funciona assim:

O aprendizado é gradual, e quando você estiver bom em um nível, você vai para outro, um degrau de cada vez. Se você percebeu que precisa conhecer melhor níveis anteriores, volte um degrau e estude esse nível para que tenha plataforma para avançar. Isso pode incluir fazer um curso de “montagem e manutenção de computadores”, curso de informática básica sobre sistemas operacionais, como Windows e mesmo introdução ao Linux Desktop. Aprenda e teste os tipos de Distribuições Linux principais, os comandos básicos e comandos específicos de cada sistema. Depois, isso pode evoluir para uma faculdade de TI, em Desenvolvimento, Redes, Banco de Dados e assim por diante. Isso leva algum tempo.

Nesse processo você deixa de ser “noob” em algumas coisas mais simples e vai se tornando “noob” em outras mais complexas.

Frequentemente tenho comentários neste site, mais especificamente, nos artigos para servidores, do tipo:

“…cara, sou novo no Linux e estou com o seguinte erro na minha instalação do Proxy/AD/Samba/Firewall…” e etc…

E na maioria das vezes a mensagem de erro já diz o que aconteceu de errado, basta lê-la, e pesquisá-la.

Se você é novo no Linux, não tente fazer coisas que não está preparado ainda para entender e buscar orientações. Estude e espere.

O mesmo se dá no Windows. Se uma pessoa está aprendendo Windows Desktop, ela ainda não está pronta para montar um servidor de Active Directory.

4 – Inglês + Google Translator + Google

verbo-6É preciso, ainda como pré-requisitos para o aprendizado avançado, um conhecimento muito básico de inglês. Pois se aparecer um erro do tipo “Folder not found” – (Pasta não encontrada), ou “error” (nem vou traduzir esse – risos), ou coisas básicas do tipo, seu nível de inglês lhe ajudará a interpretar essas mensagens com facilidade. Se não conseguiu entender a mensagem, copie-a ou digite-a no Google Translator para entender o que o erro diz e depois pesquise no Google uma solução.

Acostume-se com a seguinte verdade: Informática é Inglês!

Mesmo que seu sistema esteja em sua língua nativa, quando você começar a fazer coisas mais avançadas, inclusive implantações de sistemas, então, muito material, manual de instrução, erros, análises, pesquisas e muito mais será em inglês.

Muitas coisas que pesquiso no Google quando preciso desvendar um erro, eu pesquiso já em inglês pela precisão de resultados.

IMPORTANTE: Antes de pedir ajuda diretamente a alguém em um fórum, pesquise no Google, usando essas dicas e procure soluções compatíveis e procure aplicá-las. Quando nada do que pesquisou e tentou der certo, colete a mensagem de erro, informações do seu sistema, e descrição do seu problema e peça ajuda. 

Bart-Simpson-final

5 – Estude os Termos!

learn linuxUm método eficiente para aprender informática de modo geral é estudar os termos.

Por exemplo, você vê um artigo sobre Novo Tema GTK+ Tal para Linux“. Daí você corre, segue o tutorial, instala o tema, define ele, e seu Linux fica bonitão não é?! Mas você foi curioso para saber o que é “GTK+”?

“Wikipedia meu fio!!!”

wikipedia
Ah, agora você sabe o que é GTK+

yoda“…hummm, caminho certo nele você está, jovem Jedi”

E o método se aplica a tudo o que você ler. Se quiser realmente aprender e não apenas passar por ele. Por exemplo, você leu uma notícia que diz que “aquele era o modus operandi do criminoso”, não sabe o que termo “modus operandi” quer dizer? Wikipedia nele!

wiki modus operandi

É assim que eu aprendo e continuo aprendendo, pesquisando pelos termos, o que eles fazem.

Embora a Wikipedia seja uma rede aberta e colaborativa, a maioria das definições lá estão corretas e bem completas vindas de fontes confiáveis.

6 – Não pense em Linux como se estivesse no Windows ou Mac.

brain-645x295

Quando estamos aprendendo um novo idioma, é comum pensarmos em português e então traduzirmos nosso raciocínio para a língua que estamos querendo falar. Mas com a fluência, você não pensará mais em português! Pensará na língua estrangeira em que se tornou fluente.

No Linux é a mesma coisa. Não espere os mesmos programas que rodam no Windows, ou os mesmos caminhos, ao invés disso, descubra o mundo novo e se adapte a ele.

7 – Não Se Sinta Mal Em Dizer Que Não Sabe

sorry

Muitos dizem ao pedir ajuda “desculpe minha falta de conhecimento, ou por ser leigo ou noob e etc”.
Se preferir se desculpar por não saber muito sobre determinado assunto, tudo bem, mas não se sinta mal ou menor que qualquer outra pessoa. Apenas tenha ciência que quando pedir ajuda você já seguiu os passos anteriores, especialmente:  1 – Não está tentando fazer algo muito acima de seu entendimento sobre o sistema, 2 – Já fez pesquisas e tudo o que podia antes e não conseguiu. Se já fez tudo isso, explique que já tentou de tudo e nada deu certo ao pedir ajuda.

Fazendo isso você terá muito mais ajuda de muita gente disposta a investigar seu problema com você e te ajudar. Se não, acabará perdendo o seu tempo e gastando o tempo de pessoas que poderiam realmente ajudar.

8 – Seja educado ao pedir ajuda.

beavis

1 – Esteja ciente que em blogs sobre tecnologia como este, nem sempre quando um artigo é publicado o autor saberá como te ajudar se algo muito específico der errado para você. Um blog não é a página de suporte do desenvolvedor, é um blog.

2 – Agradeça pela informação que você recebeu. Aparentemente ela é de graça por estar na internet, mas nada é de graça nessa vida, alguém teve que trabalhar para poder compartilhar ela contigo.

3 – Não use palavras ofensivas.
Já vi muitos iniciantes, em fóruns, exclamarem coisas do tipo: “essa b*sta de sistema é uma m*rda mesmo, nada funciona, vive dando pau” e blá, blá, blá.

Não preciso nem dizer que o problema não é do sistema, é da BIOS – (Bicho Ignorante Operando o Sistema).

O mesmo se dá no inverso. Alguns membros de grupos ou fóruns que se consideram os mais “sabidos do universo” e usam isso como desculpa para tratar os outros mal, zombar, e as vezes nem respeitar uma opinião alheia de quem comenta, que pode muitas vezes estar correta.

“Se você não está pronto para se relacionar no mundo digital, você não está pronto para a era da informação, então melhor voltar para a sua caverna”.

 

9 – Esteja Ciente Que Há Bugs Que Podem Acontecer Com Você Que Não Há Como Resolver

bug

Em todo sistema há erros que muitas vezes estão sem solução, e os desenvolvedores o sabem e até os documentam. E ainda há outros erros que eles não sabem, pois pode acontecer em uma situação não prevista por eles que é formada pelo seu ambiente, ou seja, a ação que você estava fazendo, seu hardware entre outras inúmeras possíveis condições específicas.

Por isso, nem tudo tem solução na internet.

Em muitos casos, é preciso recomeçar do zero!

 

10 – Não Faça a Sua Cabeça Baseado Em Opiniões Alheias

“Se opinião valesse tanto, o sábio pegaria todas e guardaria num banco”.

Procurar por ajuda a erros na internet é uma coisa, pedir opinião sobre a melhor marca disso ou daquilo, é outra.

Por isso é melhor se basear em resultados científicos, testados e comprovados!

noobO ser humano, em muitos casos, é tendencioso, parcial e influenciador. Algumas pessoas irão dizer que o sistema que ele usa é o melhor, e que isso é a verdade absoluta. Muitos até procuram falar mal de outros usuários de outras sistemas, os diminuindo assim para se sentirem melhores/mais importantes. Você provavelmente irá ver um show de pessoas mal educadas, ignorantes, com o ego gigante e com sérios problemas de caráter. E muitas vezes eles conseguem “formar” seguidores de sua maneira de pensar, sem que esses seguidores tenham de fato experimentado, testado e provado outros sistemas/produtos de forma geral.

Muita gente faz isso na internet para defender suas opiniões, quaisquer que sejam, e no mundo da informática, não poderia ser diferente. Talvez você veja isso com alguém que queira defender que o  Windows é melhor que Linux, ou que o Mac é melhor que o Windows e o Linux, ou que a distribuição Linux que usa é a melhor (já ouvi muito disso mesmo), e o mesmo eu já ouvi sobre o melhor antivírus de mercado, melhor sistema ERP, CRM, plataforma disso ou daquilo.

Não vá por aí! Pesquise!

pai meiUma das melhores formas de formar opinião é pesquisando e experimentando.

Exemplos:

  • 1 – Qual a Melhor Distribuição Linux? Vamos pensar no que eu preciso rodar nela e experimentar entre as mais populares. Confira o ranking  na Distrowatch.
  • 2 – Escolheu? Será que esta distro é legal? Veja alguns reviews dela.
  • 3 – Qual o Melhor Servidor De Antivírus Corporativo? Vamos aos sites que testam e ver os resultados. Veja este Artigo Sobre a Av.comparatives.org.
  • 4 – Qual o Melhor Processador para Desktop? Vamos analisar os testes de benchmark e ver qual ofereceu melhor performance e preços. Use o CPUBoss para ajudar. Ou qual a Melhor Placa de Vídeo (marca e modelo)? Vamos analisar os testes de benchmark e ver qual ofereceu melhor performance e preços.

…E assim por diante.

Muitas vezes o que é bom para alguém, pode não ser o ideal para você e vice-versa.

Conclusão

Existe um mundo muito bom de aprendizado para quem gosta de fuçar, aprender, e irá se sentir muito satisfeito e feliz quando as coisas que fizer derem certo e funcionando seja para seu uso pessoal, ou para fins profissionais, como montar um servidor para a empresa em que trabalha. Mas o sucesso dependerá do aprendiz, do esforço contínuo, da resistência, da paciência, do interesse, da busca, da leitura e estudo, dos laboratórios que fizer e de um pouco de tempo.

Para o uso do Linux como Desktop para utilização de coisas simples, tais como aplicativos de escritório, internet e games, a adaptação então é ainda mais rápida e intuitiva.

Desejo a todos nós, que somos “Noobies” de uma forma ou de outra, em um nível ou outro, sucesso em nossas empreitadas!

Abraços,

Cleuber

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

2 comments

  1. Esse teu site é muito F0da! Estou achando muito intessante suas dicas!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

O Popcorn Time Voltou! Sabia Como Instalar No Linux

Olá pessoal, Vocês se lembram do ...