Home / Dicas e Tutoriais / Sobre Ubuntu, Unity, Convergência, Outros Ambientes e Outros Sistemas Baseados em Ubuntu

Sobre Ubuntu, Unity, Convergência, Outros Ambientes e Outros Sistemas Baseados em Ubuntu

Olá pessoal,

Hoje gostaria de falar um pouco destes assuntos descritos no título deste artigo e talvez desmistificar algumas coisas sobre o Ubuntu, sobre o Unity, sobre desempenho deste sistema operacional, e sobre algumas de suas evoluções.

O Ubuntu se tornou o sistema operacional baseado em kernel Linux mais famoso e utilizado no mundo, ganhando novos adeptos aos milhares, mais ainda recentemente por causa de parcerias com fabricantes como a Dell em PCs e notebook, lançados com o sistema embarcado e com a BQ e Meizu no lançamento de Smartphones com Ubuntu e diversas outras campanhas e evoluções.

shuttlworth
Mark Shuttleworth – CEO da Canonical

Voltando um pouco à época do Lançamento do Unity

Em 2011, a Canonical (Empresa que desenvolve e mantém o Ubuntu), no lançamento do Ubuntu 11.04, perdeu alguns de seus usuários quando abandonou o Gnome 2 como Ambiente Desktop (porque a Fundação Gnome lançou o Gnome 3 que possui um novo conceito de Desktop com um menu de busca global), e então lançou seu ambiente padrão chamado Unity, que é uma variação do Gnome, e que já estava presente em versões para netbooks também e que trouxe também este novo conceito desktop com um menu de busca global por digitação, e que hoje está presente em todas as plataformas suportadas por ele e que rendeu muitos outros usuários e muita expansão.

ubuntu-672x372

Unity – Buscas na Dash, Lens e Scopes

unity-video-lens-youtube-scope-1024x680

O Unity que está em sua versão 7, e prestes a chegar em sua tão aguardada versão 8, que será lançada em Outubro deste ano juntamente com o Ubuntu 15.10 e com um novo servidor gráfico do sistema, chamado MIR.
Obs. Você já até pode experimentar a versão de desenvolvimento do Unity 8 com MIR, através deste artigo: Teste o Unity 8 no Ubuntu.

O Unity tem a funcionalidade principal de prover resultados através de seu menu de pesquisa chamado “Dash” incluindo busca e lançamento de programas, arquivos de seu computador, pesquisas on-line, clima, músicas, vídeos, menu de programas abertos e etc. E por isso muitas pessoas o consideram pesado ou lento por causa dessas funcionalidades. Mas o que ele pode buscar ou não, pode ser ativado ou desativado para fornecer apenas os resultados que desejar, pois ele trabalha com “Lenses” (lentes) e “Scopes” (escopos).

Para explicar o Lens e Escopes, vamos dar um exemplo. Ele pode ter uma única “lente” de busca de músicas que usa diferentes “escopos” para encontrar músicas, como um para músicas locais de seu computador, outro para músicas online do Spotify, e etc, capiche?

Eu acho isso fantástico, pois na ponta dos dedos eu posso, por exemplo, ver o clima, buscar um vídeo, checar e-mails, ou pesquisar qualquer coisa na internet diretamente, sem nem ao menos abrir o navegador e um site de buscas como o do Google. E os resultados obtidos podem então ser abertos no navegador ou outro programa. É uma grande funcionalidade de produtividade!

Saiba mais sobre o Unity no site do projeto: https://unity.ubuntu.com/about/

unity

O “Tiro no Pé” – Amazon Adware/Spyware?

Google-spy

Muitos usuários não gostaram da funcionalidade de busca online por causa de um motivo. Porque um certo tipo de busca online de produtos da Amazon alimentava um histórico do que a pessoa procurava lá, para que depois oferecesse primeiramente resultados baseados no que a pessoa já pesquisou, assim como a Google faz em seu site, (e que mostrei como pode ser desativado no artigo sobre a Central de Controle e Privacidade do Google). O Ubuntu por conta deste recurso já foi comparado a um Adware {(que é um software que gera diversos anúncios (ads) sem a permissão do usuário}, ou comparado a um spyware (software espião). Mas eu não diria que “é para tanto”. :-P. Na verdade parece para mim um exagero em cima do caso, já que isso pode ser desativado. Em suma seria melhor mesmo se a Canonical não tivesse feito isso. Mas eles tem uma parceria grande com a Amazon e com hospedagem de servidores openstack, e provavelmente por isso fizeram esse acordo para prover essa funcionalidade.

amazon
O App Amazon vêm por padrão instalado no Ubuntu

Ainda comparando com o Google, já reparou que quando você pesquisa produtos no Google, as propagandas que aparecem depois em ads do Google presentes em outras páginas, são sempre baseadas no que você pesquisou? Isso não é um Adware nem um Spyware na sua máquina, mas sim no sistema do Google, que coleta e se beneficia de informações de suas buscas.

Seria isso o que está no Ubuntu faz, apenas para o contexto de buscas de produtos da Amazon.
E foi isto que considero um “tiro no pé” da Canonical.

Obs. Um comando que muita gente usou para facilitar a desativação desse escopo da Amazon foi o abaixo:

gsettings set com.canonical.Unity.Lenses disabled-scopes "['more_suggestions-amazon.scope', 'more_suggestions-u1ms.scope', 'more_suggestions-populartracks.scope', 'music-musicstore.scope', 'more_suggestions-ebay.scope', 'more_suggestions-ubuntushop.scope', 'more_suggestions-skimlinks.scope']"

Ou desativando totalmente buscas online.
Obs. Desativando quaisquer buscas online também deixaria o Unity mais leve em máquinas antigas ou com baixo hardware, mas eu recomendo não usar o Unity se a máquina for muito antiga ou fraca e no próximo tópico já explicarei o porquê.

privacidade
Já eu, atualmente o uso sem nenhuma desativação e funciona muito bem e muito rápido.

Unity é Realmente Mais Lento ou Pesado?

Unity em Máquinas Antigas/Baixo Hardware

Essa reclamação de que o Unity é mais pesado só é justificável, se ele for comparado com o Gnome 2 e se for usado em máquinas antigas (fabricadas antes de 2012) e com baixa capacidade de hardware (processador, memória e etc). Daí eu vejo que não é um problema do Ubuntu, e sim do usuário escolher algum outro ambiente Desktop mais leve para seu tipo de hardware. Lembrando que com uma configuração de hardware muito baixa, qualquer sistema operacional de mercado, como Windows por exemplo, ficaria muito lento. (não citei Mac também, pois a Apple não vende seu sistema para ser instalado em qualquer máquina, eles vendem o sistema casado com o hardware apropriado para ele).

Então a resposta é não! O Unity não vai fazer sua máquina ficar lenta. Na verdade se isso acontecer, é porque sua máquina provavelmente já esteja obsoleta para os sistemas operacionais e softwares da atualidade.

Diversidade de Ambientes Desktop e Consumo de Memória

Se sua realidade seja uma máquina antiga e com pouco poder de hardware, eu sugiro instalar um sistema Linux mais simples ou com um ambiente desktop mais leve como o Enlightment, LXDE ou XFCE.

Testes de Performance em Máquinas Virtuais

Em um teste feito com máquinas virtuais, O Unity juntamente com todos os processos ativos do sistema, consumiu em média cerca de 312 MB de memória, então, se a máquina tiver apenas 1GB de Ram, o Unity poderia não ser recomendável, pois estaria consumindo (juntamente com outros processos), mais de 30% de sua memória RAM.

Se você possuir apenas 2 GB de memória Ram, aí sim seria apenas cerca de apenas 15% de sua memória, já ficando bem leve.

Agora, se sua máquina tem 4 GB de memória, que é o mais comum hoje em dia, você pode não se importar em ter 312MB usado de sua memória livre, que seria cerca de apenas 7% da sua memória para o ambiente gráfico Unity. Muito suave mesmo.

Obs. Não estou considerando nestes cálculos, o desempenho de processamento da cpu e gpu que ajuda bastante no desempenho do sistema em geral.

Eu uso 2 máquinas, uma com 8 GB de memória ram e outra com 16GB. Na de 8 GB, o Unity consome 3,5% de memória e na de 16 GB, 1,75%. Os processadores são Quad Core na máquina de 8 GB e Octa Core na de 16 GB de ram. Essas são máquinas muito boas.

Segue a lista de consumo de memória dos Ambientes Desktops mais presentes em Distribuições Linux

| Desktop Environment  | Memory Used |
| ---------------------|------------:|
| Enlightenment 0.18.8 |    83.8 MiB |
| LXDE 0.5.5           |    87.0 MiB |
| XFCE 4.10.2          |   110.0 MiB |
| LXQt 0.7.0           |   113.0 MiB |
| MATE 1.8.1           |   123.0 MiB |
| Cinnamon 2.2.13      |   176.3 MiB |
| GNOME3 3.12.2        |   245.3 MiB |
| KDE 4.13.1           |   302.6 MiB |
| Unity 7.2.0.14       |   312.5 MiB |

Obs1. Interessante percebermos que as mais usadas e sofisticadas são as mais pesadas.
Obs2. Me lembro que em tempos passados apenas o processo do Aero do Windows consumia 800MB.

Mas é possível também no Ubuntu, instalar esses outros Ambientes Desktop, como o Mate, o Cinnamon, o XFCE, LXDE e etc, para se ter uma experiência mais leve ou em alguns casos, parecida esteticamente com o Gnome 2. Ou baixar o Ubuntu já com outro Ambiente padrão embarcado conforme abaixo.

Outros Sabores de Ubuntu

E até mesmo a Canonical fornece o download do Ubuntu com outros Ambientes Desktop conforme Botões de Download abaixo.

Kubuntu 15.04 x64 (KDE) Torrent Ubuntu-Gnome 15.04 x64 Lubuntu 15.04 x64 (LXDE) Ubuntu 15.04 x64 (MATE) Xubuntu 15.04 x64 (XFCE) Ubuntu Kylin 15.04 x64 (Unity personalizado)

Ou usar outras Distros Linux voltadas a Máquinas Antigas ou de Baixo Hardware

Existem diversas Distribuições Linux voltadas a atender máquinas Antigas/de baixo hardware, tais como o Lubuntu, Xubuntu, Puppy Linux, Salix OS, LXLE, SliTaz, Bodhi Linux, Porteus, Slax Linux, e ZenWalk.

Saiba mais neste artigo: 5 Distribuições Linux para Maquinas Antigas

Instalar o Sistema de 32 bits ou de 64?

Outra variável que pode tornar o sistema subutilizado, é usar uma versão de 32bits (x86) em uma máquina com processador de 64 bits (x64). Então sempre prefira o sistema de 64 bits.

Já faz muitos anos que os processadores fabricados são todos de 64 bits. E um sistema operacional e softwares de 64bits conseguem aproveitar melhor o processador e fornecer uma melhor performance. Quer saber mais? Então leia este artigo: “32 ou 64 bits, qual Ubuntu tem melhor desempenho?” Mas basta adiantar que a versão de 64 bits do sistema chega a ser de 20 a 400% mais rápido, dependendo da ação realizada.

Unity em Máquinas com Hardware Mínimo vs. Recomendado vs. Melhor ainda!

flash-tux-ubuntu

Se o Ubuntu for usado em máquinas atuais, ou que possua um hardware a partir do recomendado, não irá onerar em nada a usabilidade do sistema. E ainda posso afirmar que até melhora a usabilidade, por conta da velocidade e praticidade para abrir programas e etc.

Os requisitos de hardware mínimos pela Canonical para o uso do Unity são:
* Processador de pelo menos 1 Ghz
* 1024 MB RAM (memória do sistema)
* Placa de Vídeo com aceleração 3D com pelo menos 256 MB

Mas não confunda o “mínimo” com o “recomendável”. 😉

O Recomendável é a partir de:
Processador dual core de 2 Ghz com 2 GB de memória ram e com suporte a aceleração 3D.
E dessa configuração para cima.

E chegamos a conclusão de que hoje essa configuração passada como mínima, já não está a venda a muitos anos, e já a recomendável é a menor configuração que encontramos em uma máquina nova para se comprar por aí, sim, máquinas de baixíssimo custo.

Conclusões Gerais e Recomendações Sobre o Ubuntu e Desempenho

Também concluímos que se você tiver uma máquina atual, com hardware a partir do médio, o Ubuntu irá quebrar a velocidade do som, voando baixo!
E é o que eu recomendo no uso de qualquer sistema operacional, ainda mais se você não for usá-lo apenas para editar texto e navegar na internet. Se for um usuário que edita vídeos, músicas, imagens, e joga, precisará ter uma máquina boa, seja lá qual sistema for usar nela.

Sucesso Entre Usuários – 25 Milhões e Contando…

De qualquer forma, certamente o Ubuntu e o Unity é um avanço tremendo, visto a grandiosidade de seus projetos e escalabilidade em plataformas. E os usuários que gostam do Unity não trocam ele por nada e aguardam ansiosamente suas evoluções.

Recentemente a Canonical através de seu canal Insights.ubuntu.com informou que o sistema chegou ao número de 25 milhões de usuários.

Creio que nos próximos anos, o Ubuntu crescerá mais ainda com a entrega dos projetos em andamento e consequentemente, estará mais presente em Smartphones e Tablets nas lojas, e em Desktops e notebooks. E ele tem se tornado uma plataforma de games de peso para o público gamer, pois os fabricantes já estão lançando seus jogos simultaneamente para Windows, e Linux, graças a Steam.

ubuntu
Série de Humor IT-Crowd e seu protagonista Maurice Moss, usando Ubuntu

Sheldon and Ubuntu
Série de Humor The Big Bang Theory e seu protagonista Sheldon confessando sua predileção ao Ubuntu

Próximas Novidades do Ubuntu 15.10, 16.04

Convergência, Unity 8, Mir e Snappy

Muitas são as novidades do Ubuntu 15.10, codnome Willy Warewolf, algo como “O lobisomen astuto”, porém esta ainda é uma versão intermediária, e não uma estável, conhecida como LTS (Long Term Support). As versões LTS são lançadas de 2 em 2 anos, e a próxima versão estável do Ubuntu será a 16.04 LTS, que será lançada em Abril de 2016.

Mas creio que a 15.10 virá com bastante estabilidade, já que a Canonical vem trabalhando a bastante tempo no Unity 8, e vem esperando ficar realmente perfeito para então ser lançado.

Se você quiser baixar a versão Alpha2, veja aqui: Ubuntu 15.10 Alpha Download

Veja abaixo o cronograma de lançamento:

ubuntu-W-release-schedule-dark-750x384

Convergência

Este é um conceito divulgado primeiramente pela Canonical como sua intenção de alcançar.
Trata-se do mesmo sistema em diversas plataformas, sendo que a interface do sistema deverá ter a mesma aparência e adaptar-se ao aparelho, seja um tablet, smartphone, ou PC, usando as mesmas aplicações em todos e podendo usá-los como um computador, plugado a um monitor, através de uma dockstation ou um Hub USB e HDMI, conectando a ele, teclado e mouse sem fio, HD externo, pendrives e etc, conforme imagem abaixo.
Algo que já fiz usando um smartphone com Android (apesar do Android não ser um sistema que converge em Desktop, o mouse, teclado, hd externo e etc funcionaram excelentemente).

ubuntuforandroid

Mas o problema ainda foi desenvolver uma maneira de tornar isso possível, pois, assim como em qualquer empresa, todo projeto de desenvolvimento exige investimento e tempo, e isso é um pouco mais complicado para a Canonical, visto que ela não comercializa seu principal produto. Sim, o Ubuntu é gratuito. E por muitas vezes depende de parcerias, doações e desenvolvedores voluntários (e pagos também). Por isso, certos projetos demoram para ser entregues, não apenas no caso da convergência que está prestes a sair do forno, mas também na época do lançamento do Ubuntu Phone. Além de diversas doações de empresas para o projeto, foi necessário realizar algumas parcerias com empresas desenvolvedoras de hardware para isso como a BQ que desenvolve smartphones por exemplo. No entanto, além das doações, a Canonical recebe capital através de fornecimento de serviços para outras empresas como suporte a servidores Ubuntu em plataforma Openstack.

Mas Então, Quando Chegará?

Tudo indica que ainda este ano, junamente com o Ubuntu 15.10

Disse Shuttleworth a respeito:

“Eu gostaria de anunciar que vamos enviar um dispositivo este ano, com um fabricante, que vai caber no seu bolso, e ser um telefone, e lhe dará uma experiência de desktop. Essa experiência pocket PC é real no Ubuntu.”

Agora juntamente com a BQ, a Canonical promete lançar o primeiro Smartphone Ubuntu com Convergência em Outubro deste ano.

convergence

A Microsoft Teve a Mesma Idéia?
Nunca Saberemos! E, Na Verdade, O Que Importa?

No caso do conceito de convergência, creio que já era uma tendência na cabeça de muita gente, inclusive da minha, poder usar seu smartphone ou tablet como um PC, já que o hardware desse gadgets melhoraram tanto nos últimos anos.

Sem falar de se ter os mesmos softwares e apps em todos os aparelhos. Esse conceito foi abraçado pela Microsoft, ao que chamaram seu produto de “Continuum”, juntamente com o Windows 10, mas ainda está em desenvolvimento, sendo que em breve isso se tornará uma realidade.

Plágio da Microsoft?

O próprio Mark Shuttleworth já declarou que não considera um plágio da Microsoft.

“Nós [o desktop Linux] sempre estivemos cinco, dez anos atrás. Sempre copiando o outro cara. Aqui, pela primeira vez, tivemos esta visão ao mesmo tempo “.

“Não importa [quem teve a ideia primeiro]. Nós estamos vivendo em um mundo onde, se fizermos uma grande experiência, todos os aplicativos que são executados em uma experiência de convergência no Windows também poderão ser executados em uma experiência de convergência no Ubuntu. “

“Eu gostaria que subíssemos acima de afirmações como ‘você está copiando nossas ideias'”

“Nós não patenteamos todas essas ideias. Falamos muito publicamente sobre essa visão, porque queríamos que fosse verdade. Eu acho que é emocionante para todos que [agora é]. “

“A oportunidade agora é maior que todas as nossas diferenças”

shuttlworth
Mark Shuttleworth – CEO da Canonical

Obs. Eu acho justo, já que parece ser uma evolução natural da tecnologia.

Continuum e Universal Apps

windows-10-phones-continuum-100582394-large universal-apps
A idéia da Microsoft, assim como no Ubuntu é ter o mesmo sistema e os mesmos apps rodando em qualquer plataforma.

Unity 8

Como parte das evoluções para o Ubuntu, a Canonical está desenvolvendo o Unity versão 8 que deverá chegar ao Ubuntu 15.10, em Outubro deste ano. Esta versão está sendo muito aguardada pelos usuários e promete não apenas refinamentos internos, como novas Lens e Scopes, como também mudanças na aparência, incluindo novo tema de ícones iguais aos do Ubuntu Phone e novos efeitos de transição. Denota-se a preocupação na uniformidade visando a convergência. Confira nas as imagens abaixo.

unity8b unity8 unity-next-on-the-desktop unity-8-3d-window-switching-750x405

Mir

O MIR, assim como o Xorg, é um servidor gráfico do sistema, parte essencial para a visualização, e está sendo desenvolvido pela Canonical.
Ele veio para substituir o X Window System/X.Org (conjunto de aplicações), ou chamado simplesmente de X, que acompanha as distribuições Linux.

O principal motivo da Canonical em desenvolver o MIR é prover um servidor gráfico mais leve e teoricamente com desenvolvimento mais constante.

431px-X.Org_Logo.svg
logomarca do X Window System

Para ilustrar melhor, no exemplo do Ubuntu, atualmente ele usa:

Kernel Linux (núcleo do sistema) +
X.org (servidor gráfico), +
Compiz (gerenciador de janelas) +
Unity (Ambiente Desktop)

Esquema_das_camadas_da_interface_grafica.svg

Será o servidor gráfico então que se tornará o Mir em Abril de 2016.

Snappy

Hoje em dia, o tipo de pacote que o Ubuntu usa é o “.Deb” e o instalador mais usado é o apt. Quando você instala um software no Ubuntu, seja através da Central de Programas do Ubuntu ou outro gerenciador de pacotes como o Synaptic, em background o APT é quem o instala, verificando dependências e as baixando e as instalando também, entre diversas outras checagens. Ele utiliza melhor as bibliotecas de outros pacotes instalados no sistema e os softwares instalados compartilham arquivos destas bibliotecas, o que é ótimo.

Saiba mais sobre Instalando Programa no Linux, e como é mais fácil que no Windows: Programas-no-Linux-vs-Windows

O Lado Negativo

Porém a lado ruim é que ao testar aplicações não oficiais nos repositórios do Ubuntu, pode acontecer de não haver compatibilidade, ou dependências desencontradas.

(Claro que existem milhares de programas nos repositórios oficiais, e a maioria dos não-oficiais são compatíveis, mas pode acontecer de dar problema com novidades não homologadas).

Obs. Se você já teve problemas como esses, talvez já tenha precisado consultar um artigo para reparar problemas com repositórios e pacotes quebrados, como esse: Resolvendo Problemas de Repositórios, Chaves e Pacotes Quebrados no Ubuntu

Snappy Como Solução ou Alternativa

Uma das razões do Snappy é contornar isso, de modo que os desenvolvedores que criarem um pacote de software nesse formato, poderão se utilizar deste tipo de pacote e arquitetura que deverá fornecer por regra todas as bibliotecas necessárias para o programa funcionar independentemente das bibliotecas do sistema, (que é o conceito de sandbox muito parecido com o que acontece ao instalar programas no Mac OS, que utilizam uma “imagem” do programa do tipo “dmg”, tendo sua instalação sendo muito simples), evitando problemas de compatibilidade ou quebra de pacotes.

Obs. Creio que o único lado ruim do Snappy é que pacotes desse formato com certeza ocuparão mais espaço em disco.

Outra razão que vejo na adoção do Snappy, é novamente a convergência, pois assim como em smartphones com Ubuntu que já utilizam apps instalados utilizando esse tipo de pacote sandbox, e instalação, isso parece ser necessário.

E o que eu mais gostei nisso é que ainda poderemos usar o Apt e os pacotes Deb, tendo o Snappy como uma opção.

Só não sei se isso se tornará padrão nos próximos anos no Ubuntu Desktop.

Derivados do Ubuntu

E uma Oportunidade de criação de Ambientes Desktop

Por causa do vínculo afetivo de muitos usuários do Gnome 2 (e eu confesso que também senti saudades no começo), ou por causa de limitações de hardware, muitos usuários procuraram outras distribuições Linux que atendessem sua necessidade nostálgica.

Vendo isso, alguns mantenedores de distribuições Linux escolheram por desenvolver um fork (variação) do Gnome 2 e Gnome3. E até mesmo alguns mantenedores e Distribuições novas foram lançadas com o foco de atender esta demanda.

Creio que a mais famosa e bem sucedida delas, é o Linx Mint que é totalmente baseado em Ubuntu, mas com dois Ambientes novos desenvolvidos, e muito bacanas, que são o Cinnamon e o Mate, conforme imagens abaixo. (Hoje estes ambientes também são sabores oficiais do Ubuntu).

 

Outro Derivado do Ubuntu e que também merece destaque por ter se tornado tão bem aceito, e que também possui um Ambiente Desktop próprio desenvolvido e chamado de Pantheon, e que possui também menu clássico entre outras diversas funcionalidades fantásticas é o Elementary OS.

 

Captura de tela de 2015-04-21 14:44:53
Elementary OS Freya com Wallpaper Ratatuille

E ainda existem muitas outras baseadas em Ubuntu, tais como o Pinguy OS, Linux Deepin, Haze OS, Voyager, Zorin OS e etc.

Sua Liberdade Para Escolher Entre Diversas Opções:

Eu escolhi em ter o Ubuntu ainda como minha Distro principal, e algumas funcionalidades que eu queria ter, eu apenas adicionei através da instalação de diversos programas, para deixá-lo exatamente do jeito que eu gostaria. Também já o personalizei e também instalei nele alguns outros ambientes desktop, como o Pantheon Shell (Elementary OS), Gnome 3, Xfce, Mate e Cinamon, podendo optar por cada um no login. E uso o Elementary OS como meu segundo Sistema Operacional favorito.

De qualquer forma, se você não gosta tanto do Unity, ou não se adaptou ou ainda não sabe qual prefere, poderá testar instalando diversos sistemas operacionais Linux em sua máquina, através de particionamento do HD, montando diversos Linux em um Pen drive bootável, e experimentando eles diretamente do pendrive, ou experimentar novas distribuições usando máquinas virtuais, ou apenas personalizar ao máximo seu Linux também adicionando outros Ambientes Desktop à ele, poderá também usar Windows ou Mac, se já não usa, e analisar o que cada um oferece de melhor para você, e poderá saber como fazer tudo isso aqui neste site através deste profissional de TI e blogueiro tecnomaníaco que vos fala. 😉

caveirapc

Abraços,

Cleuber

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

O Popcorn Time Voltou! Sabia Como Instalar No Linux

Olá pessoal, Vocês se lembram do ...