Home / Dicas e Tutoriais / Ubuntu 16.04 Final Beta Lançado – Confira as Novidades
xerus

Ubuntu 16.04 Final Beta Lançado – Confira as Novidades

Olá pessoal,

O Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus (ou Xerus Hospitaleiro – xerus é esse roedor parecido com um esquilo) é um lançamento no mundo Linux muito aguardado por algumas razões muito importantes.

  • É versão LTS (Long Time Support), ou seja, dará suporte de 5 anos, e é lançada apenas a cada 2 anos, e também fornece mais estabilidade do que versões intermediárias.
  • Ubuntu Server – Versão para Servidores também poderão se beneficiar dessa versão estável
  • Upgrades de pacotes – Muitos pacotes de softwares estarão em suas versões mais novas e amplamente testadas e compatíveis especificamente para essa versão do sistema operacional. E pode ser que traga o tão esperado Unity 8 e gerenciador gráfico MIR que estão em desenvolvimento há tantos anos, e que pensávamos que chegaria na última LTS 14.04, quem sabe agora chegue? Se bem que a Unity 7 está funcionando muito bem e estável.
  • Kernel – Também deverá vir com uma versão mais recente e estável do kernel, 4.4.x. ou 4.5.x. O que traz maior compatibilidade com os hardwares mais modernos e melhor desempenho deles o que trará maior desempenho ao sistema operacional como um todo.
  • Novidades do Sistema Operacional – Alterações no sistema desenvolvidos pela Canonical trazem diversos novos detalhes, novas opções, funcionalidades e recursos.

Calendário de Lançamento

Por isso tudo o Ubuntu 16.04 LTS – Xenial Xerus é um lançamento tão aguardado. Cheque abaixo o calendário de lançamento:

Ubuntu-Xenail-Xerus

Review Completo

Por Baixo do Capô

  • Ambiente Desktop: Unity 7.4.0
  • Gerenciador de Janelas: Compiz, versão 1:0.9.12.2+16.04.2016
  • Kernel (até esta data): versão 4.4.16
  • Sistema de Janelas: Xorg, versão 1:7.7+13
  • Shell: Bash 4.3.42

Novidades do Kernel 4.4.x

  • Melhorado o suporte aos processadores Intel Skylake (Core i – 6a geração)
  • Suporte ao 3D no driver virtual da GPU
  • Suporte aos teclados da Corsair Vengeance K90
  • Supporte aos chips TPM
  • Suporte ao RAID 5 Journaled

ubuntu-screenfetch

Conjunto de Softwares

O conjunto de Sofwares é bem completo e continua parecido com o das últimas versões, mas com algumas novidades vindas do Gnome. As novidades em geral eu marquei em vermelho.

  • Aplicativo de Software do Gnome 3.19
  • Gnome Agenda 3.18
  • Web Cam: Cheese (agora já vem instalado)
  • Navegador de Arquivos: Nautilus 3.14
  • Cliente de E-mail: Mozilla Thunderbird 38.6
  • Navegador Web: Firefox 45.0.1 e Ubuntu Web Browser
  • Reprodutor de Vídeos: Totem 3.18
  • Reprodutor de músicas: Rythmbox 3.3.1
  • Visualizador de Imagens do Gnome 3.18.2
  • Gerenciador de Fotos: Shotwell 0.22
  • Suíte de escritório: Libre Office 5.1
  • Visualizador de documentos (pdf): Evince
  • Cliente de Acesso Remoto: Remmina
  • Editor de Texto: Gedit
  • Cliente de BitTorrent: Transmission
  • Terminal: Gnome-Terminal, XTerm e UXTerm
  • Backups: Dej’avup
  • Games: Minas, Mahjongg, Sudoku, Paciência AisleRiot
  • Utilitários: Calculadora, Digitalizador Simples, CheckBox, XDiagnose (os dois últimos para realizar diagnósticos do sistema), Visualizador de Logs do sistema, Utilitário de Discos, Analisador de Uso de Discos, Estatísticas de energia, Monitor do Sistema: Gnome-System-Monitor, Compartilhamento da Área de Trabalho: VNC Server for Gnome, Gerenciador de Arquivos Compactados: File Roller, Leitor de Tela Orca, Criador de Discos de Inicialização, Visualizador de Fontes, Onboard – teclado virtual e Tablet Wacom.
  • E o famigerado e ainda presente webapp da Amazon que eles não removem pois tem um contrato de parceria com a Amazon.

E alguns programas foram removidos:

  • Brasero
  • Empathy
  • Ubuntu Software Center

ubuntu-novos-apps

Agenda do Gnome – Sicroniza com sua conta do Google

agenda

Aplicativo de Software do Gnome

A Central de Programas do Ubuntu, não está mais presente e foi substituída pelo Aplicativo de Sofware do Gnome, que é mais limpo, com abas “Instalados” e “Atualizações”.

ubutu-store3

ubuntu-store

Barra de Progresso do Aplicativos Software do Gnome

Uma coisa que eu senti falta neste Aplicativo de Software do Gnome é uma barra de progresso no programa, quando você escolhe um programa a instalar. A barra de progresso na verdade fica apenas no ícone na barra lateral do Unity, mas não tem como ver muitos detalhes tais como taxa de download, porcentagem baixada, e estimativa de tempo para o término.

ubuntu-install-app

Outra coisa que poderia melhorar é que após a instalação a tela do programa que você escolheu para instalar não é atualizada para o status “instalado”.
Mas ao menos aparece uma mensagem de notificação da conclusão.

ubutu-aviso de conclusao

Obs. Por isso, eu ainda prefiro instalar programas via comandos no terminal ou através do Gerenciador de Pacotes Synaptic.

Mas se você sentir saudades da Central de Programas do Ubuntu, basta instalá-la.

ubuntu software center

Apt Atualizado

Houve uma atualização muito boa no Apt, (Advanced Package Tool), deixando o uso dele mais fácil.
Essa atualização do apt veio não por causa do Ubuntu 16.04, mas sim um próprio avanço desta ferramenta que está presente no Debian, derivados, Ubuntu e derivados.

O apt é um conjunto de ferramentas que gerenciam os pacotes do Ubuntu. Ele é o “backend” que roda a instalação e atualização ou remoção de programas quando você usa os “frontends” Central de Programas ou o Synaptic. Mas o que muitos usuários fazem quando querem atualizar o sistema ou instalar/remover algum programa é rodar os comandos do apt no terminal.

São os famosos comandos:

  • update – Adquire novas listas de pacotes.
  • upgrade – Faz uma atualização.
  • install – Instala novos pacotes (um pacote é libc6 e não libc6.deb).
  • remove – Remove um pacote.
  • source – Faz o download de arquivos fonte.
  • build-dep – Configura as dependências de compilação de pacotes fonte.
  • dist-upgrade – Atualiza a distribuição, consulte apt-get(8).
  • dselect-upgrade – Segue as seleções do dselect.
  • clean – Apaga arquivos baixados para instalação.
  • autoclean – Apaga arquivos antigos baixados para instalação.
  • check – Verifica se não há dependências quebradas.
  • purge – Remove pacotes e os arquivos dos pacotes de configuração.

Agora notei uma melhoria no uso dos comandos do apt

A primeira que eu notei foi que eles mesmos colocaram notas dizendo, por exemplo, “use o comando “apt update” para atualizar”.  Daí eu pensei, hummm, novidades aí, pois antes, não haviam essas mensagens com dicas, e o comando era apt-get, e não apenas apt.

E daí ao executar alguns comandos percebi que realmente eles criaram aliases (apelidos) para estes comandos, facilitando assim a digitação para o usuário.

Agora você pode usar apenas o apt, sem o “-get” para rodar os comandos. Eu acho isso muito bom, já que em outros sistemas como o openSUSE que usamos um comando com nome mais curto, que é o zypper torna a tarefa mais fácil e rápida ou o yum do CentOS, o yaourt no Arch, e assim por diante.

apt6

Sugestão de Atualização e parâmetro “–upgradable”.
apt5
apt4

Atualizando Tudo.
apt3

Barra de Progresso Destacada.
apt1

Calculadora

Agora a calculadora, tem um campo superior para histórico das operações

Captura de tela de 2016-03-30 09-23-19

Funcionalidades / Unity 7.4

No Unity 7.4 você encontrará as seguintes mudanças notáveis:

  • Atalhos de sessão (Shutdown, Reboot e logout) adicionado à Dash
  • Opção de mover o lançador para a parte inferior da tela ocultada
  • Ícone de apps carregando aparecem na barra mais rapidamente agora
  • Pesquisas on-line agora está desativada por padrão
  • Opção de ‘Sempre mostrar” menus de aplicativos na barra de menus ou localmente
  • Novas barras de rolagem
  • Indicação de quantas janelas de armazenamento externos estão abertos
  • O Workspace switcher ganhou uma lista rápida
  • Opção para formatar dispositivos removíveis adicionado à lista rápida
  • Armazenamento externo no lançador pode ser aberto usando Alt {num}
  • Os temas do Ubuntu agora desenham (a maioria) as janelas CSD corretamente

Além disso, o Menu de som agora permite que você ajuste o volume de entrada do microfone usando um controle deslizante (só mostra quando um microfone estiver presente).

sound

Vamos Analisar Algumas

1 – Menu dos aplicativos:

Quando você abre um aplicativo, você tem um menu de próprio, com abas como por exemplo, “arquivo/abrir/fechar, salvar, Editar, Ajuda/sobre, e etc.
Nas versões anteriores do Ubuntu você poderia abrir esse menu passando o mouse sobre a barra superior e ele aparecia, ou usando a Dash com a tecla “Alt” que você poderia usar esses comandos diretamente na Dash.

Agora a maioria dos programas está com esses menus apenas na Dash. Isso força o usuário a usar a tecla Alt e digitar o comando necessário.

ubuntu-menus

ubuntu-comportamento

Embora isso seja possível de ser alterado nas configurações do sistema (conforme imagem acima) para que os menus apareçam na borda da janela ou na barra superior, depois de efetuar a mudança, o comportamento desejado não mudou imediatamente, mas (atualizei o artigo nesta parte pois…), mudou após o Boot.

Agora sim funcionou.

ubuntu-menus2
Nesta Imagem eu já mudei a barra do Unity para a parte inferior da tela, mais abaixo mostro como fazer

Obs. Minha opinião sobre esse tipo de uso do Unity
(para usar o menu dos aplicativos na Dash com a digitação de Alt+nome do comando)

Eu considero que pode haver praticidade em digitar os comandos ao invés de clicar nos itens do menu, por exemplo, salvar um documento, tecla-se Alt e digita-se “Salvar” e pronto.
Mas eu particularmente ainda prefiro navegar entre os menus com o mouse e escolher minha opção clicando, mesmo porque eu consigo visualizar todas as opções e talvez fazer algo do menu, que eu não havia previsto antes de salvar.

2 – Botões de Desligar Na Dash

Agora o Ubuntu incluiu aplicativos com funções de Shutdown, Reboot, Logout, disponíveis na Dash.
Inclusive é possível colocar esses botões na barra do Unity, conforme imagem acima.

ubuntu-desligar

3 – Pesquisas Online Desabilitadas por padrão.

ubuntu-pesquisas-online

4 – Configuração de Rede Melhorado e agora com modo avião.

ubuntu-network

5 – Brilho da Tela – Correção do Bug.

Eem notebooks agora permanece no nível que você deixou após reiniciar. (bug corrigido).

ubuntu-brilho

Nas versões anteriores tínhamos que recorrer a um procedimento técnico para arrumar isso.

6 – Contas Online

Não sabemos ainda se isso irá mudar na versão final, mas o que percebi agora é que existem agora apenas três opções de contas online, contra oito opções que haviam em versões anteriores.

Antes:

contas online 2

Agora:

contas-online-3

ATUALIZAÇÃO – 06/04: Despois do último update novas contas voltaram a aparecer. Porém inda não a da Windows Live.

contas online3

Aparência

1 – Conjunto de Wallpapers

Eis uma coisa que o Ubuntu nunca foi muito bom. Seu Wallpaper padrão é bacana, mas o restante da coleção sempre foi pequeno e sem muitos itens impressionantes.
Desta vez, o wallpaper padrão mudou um pouco mais, se tornando um pouco mais colorido, e o restante da coleção continua igual a última versão.

warty-final-ubuntu

ATUALIZADO 08/04
Na atualização de hoje, um novo conjunto de wallpapers foi adicionado.
Apesar da coleção ser pequena, alguns deles são muito interessantes:

2 – Temas de janelas e de Ícones

Também aqui nenhuma mudança muito grande. Ainda continua sem muitas opções instaladas por padrão. Os temas continuam os mesmos, com o padrão Ambiance e o Radiance. No tema de ícones, eu realmente notei apenas a mudança no ícone da Central de Programas, se bem que a Central de Programas agora parece ser outro programa chamado “Aplicativo Software do Gnome”, e por isso talvez que o ícone seja outro.

ubuntu-icons

3 – Barra de Rolagem

Uma coisa boa é a barra lateral de rolagem de página que antes era mais estreita e os controles apenas apareciam quando se passava o mouse por cima. Agora mudou novamente, sendo um pouco mais larga e com o botão de rolagem aparente que fica um pouco maior com o mouse por cima, no caso do Firefox e outros aplicativos, ficou ainda maior e muito mais fácil de manusear.

ubuntu-scroll     ubuntu-roll

4 – Barra do Unity – Dá para Mudar de Posição na Tela

A barra do Unity, desde o lançamento do Unity como ambiente no Ubuntu, sempre ficou no lado esquerdo da tela.

Muitas pessoas gostariam de mudar a barra para onde quiserem na tela, mas isso nunca veio nas opções de aparência do sistema, e ainda não está presente nesta versão por meio de um botão nas configurações de aparência, mas é possível de se mudar isso (apenas no Ubuntu 16.04 LTS), com apenas um comando ou com ajuda do programa dconf-editor, que é um editor de configurações internas do sistema.

Aqui vai a Dica:

barra do unity em baixo

 

O Que Faltou?

Hora de reclamar um pouquinho.

Realmente o Ubuntu é um sistema inovador. Sua interface Unity foi uma inovação na época de seu lançamento, com funcionalidades exclusivas. E realmente desde seu lançamento, e diversas versões e melhorias, ela está muito estável, funcional e bonito.

Mas o que muitos esperavam era realmente uma mudança que tornasse o Ubuntu um pouco diferente de suas versões anteriores.

Semana passada utilizei o Ubuntu 16.04 durante todos os dias, e nesta semana também, e irei passar minhas impressões sobre o que eu creio que poderia ter vindo e não veio.

1 – Barra do Unity

Muito bom que agora pode-se colocá-la na parte inferior da tela, mas para realmente substituir uma dock, como a Cairo-Dock, ou o Docky, creio que a barra do Unity deveria nativamente ter 3 coisas que ainda não vieram por padrão:

1 – Opção de se criar sub-docks e ter applets ligados a ela, como visualizador do clima, carga da cpu, e etc (como as duas docks citadas fazem).
2 – Opção de películas customizáveis ou mudar o tema de ícones da barra separadamente da do sistema.
3 – Opção de Minimizar com um clique os ícones na barra poderiam vir ativados por padrão.

folder-in-unity-bar
Tweaks na Barra do Unity – Mudei para baixo e criei sub-docks.

unity-flat


MinimizeOnClick
Minimizando com 1 clique – Depois de configurado via Compiz.

Barra sem as películas nos ícones

Como Contornar estas 3 coisas

Agrupe ícones na barra lateral do Ubuntu com o Unity Launcher Folders

Como Remover As Películas dos Ícones na Barra do Unity

Como Minimizar com Um Clique os Ícones no Unity

Obs. No Ambiente Gnome por exemplo, com a ajuda de uma extensão chamada “Dash to Dock”, você pode colocar a Dash em qualquer área da tela.
Esquerda, Em baixo, Em cima ou Direira, (Saiba Mais Em As 20 Melhores Extensões para o Gnome). Seria bacana se o Ubuntu desse essa liberdade também.

dash-to-dock

 

2 – Visualizador de Imagens

Este aplicativo, que assim como tantos outros, veio do ambiente Gnome, não traz opções de edição, tais como, vemos presentes em alguns outros sistemas baseados em Linux ou não. Por exemplo, no Android quando você está vendo suas fotos, você pode escolher “editar” e cortar ou aplicar correções, e até compartilhá-la nas redes sociais, e o mesmo se dá no Linux Elementary OS por exemplo, e até mesmo no Windows. Um visualizador de imagens com opções de edição e de compartilhamento nas redes sociais.
No Ubuntu, a única opção presente é de girar a imagem.

Sem querer fazer comparações, mas já fazendo…

Elementary OS Freya:

eu2
Visualizador de imagens do Elementary OS Freya

Sabayon – KDE e visualizador Gwenview

imageviewer2

E até mesmo no Windows 10:

Photos-Windows10-B

E no Ubuntu 16.04:

eu
Visualizador de imagens do Gnome…”boring”

No Ubuntu 16.04 ficou simples demais com o visualizador de imagens do Gnome, nem o nome da imagem aparece no título da janela.

Mas o Ubuntu vem com o Shotwell, que tem o Viewer dele, e que é ótimo, e com opções de edição e correções diversas. E também podemos utilizar outros programas e instalar outros diversos, mas creio que o sistema operacional deveria fornecer como aplicativo padrão para esta tarefa a melhor disponível para o usuário.

Eu contornei isso, alterando a aplicação padrão para o Shotwell ou outras opções.

visualizador de imagens

3 – Hot-corners Configuráveis Nativamente

Esta funcionalidade está presente no compiz, mas só é possível configurá-la através de aplicativos, tais como o Unity Tweak Tool ou o CompizConfig Settings Manager. Em outros sistemas ou ambientes desktop, tais como o KDE ou o Pantheon, isso é possível de se fazer nativamente nas configurações do sistema.

unity-tweak-tool-hot-corners
Ajustando os hot-corners No Ubuntu com o Unity-Tweak-Tool

Elementary OS Hot-corners
Elementary OS Freya – Ajustando os hot-corners nativamente

hot-corners
KDE – Configurando hot-corners nativamente

4 – Tema para o Grub

O Grub ainda é o bootloader padrão do Ubuntu assim como de tantas outras distros, mas o que eu particularmente esperava era um grub um pouco melhor, com um fundo colorido ao menos e uma lista que fornecesse uma melhor leitura. Até agora o Grub que veio ainda é o padrão, ou seja, sem nenhuma modificação aplicada.

grub-normal

Veja como poderia ser:

Grub do openSUSE:

opensuse_btrfs_snapper_05_1

Antergos:

jpj5IFK

Arch:

173878-1

Vimix theme:

grub

Meu bootloader com Burg:

burg

Em Geral, Ausência de Grandes Novidades

Além das óbvias ausências do MIR, Unity 8, e Snappy, creio que faltou aquela perfumaria que nos faz sentir como quando compramos um carro novo. Aquele cheirinho de novo.

Novo tema de janelas, novo tema de ícones, novo esquema de cores, novo esquema de fontes, novos wallpapers, novo visual da tela de login, novos apps exclusivos, e novas funcionalidades.

Obs. Claro que tudo isso pode ser contornado com a instalação de temas e aplicativos, e então diversas personalizações e ajustes. E tudo isso com a ajuda deste site.

Parece que a Canonical aposta no paradigma do “Time que está ganhando, não se mexe” (pelo menos, não muito).
O que pode ser bacana do ponto de vista de manter a identidade visual, mas pode ser monótono para quem espera por novidades e avanços visuais.

Parece que, se quisermos coisas novas no Ubuntu, teremos que recorrer a muitos Tweaks, ou a outras distribuições baseadas em Ubuntu, tais como o Elementary OS, Zorin OS, Linux Deepin, Linux Voyager e etc. Dentre eles, (os derivados do Ubuntu), ainda considero o Elementary OS o mais inovador, (sem tornar o ambiente Desktop uma bagunça).

Mas para quem já está satisfeito com a aparência do sistema, não quer ou não gosta de mudanças visuais ou realmente não se importa muito com a aparência do sistema operacional que usa, não verá problemas.

Conclusão

Vamos esperar mais um pouco. Geralmente as últimas alterações chegar pouco antes do lançamento mesmo. E inclusive algumas outras aparecem nas semanas seguintes ao lançamento. Geralmente com mais de um mês após o lançamento que muitos detalhes ficam acertados.

Em geral, estamos muito próximos do lançamento do Ubuntu 16.04 Final Release – dia 21 de Abril, e ainda não notei muitas coisas interessante em termos de Novidades. Ainda não está usando o servidor gráfico MIR que deveria substituir o Xorg, nem o ambiente Desktop Unity 8, mas ao que parece os avanços no Unity 7.4 são muito bons e não há muito do que se queixar.

Nesta versão Beta Final, as mudanças visuais são poucas e sutis, mas o que realmente perece ser o mais importante, que é o que está por baixo do capô, parece que tem avançado bem, com as novas versões do Kernel Linux, novas versões dos programas, e um conjunto muito bom deles, um ambiente desktop robusto e muito prático que é o Unity 7.4.

As demais necessidades de programas e de personalizações na aparência podemos facilmente fazer. 😉

É isso aí pessoal,

Cleuber

Share

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

eos-loki-final-8

Elementary OS 0.4 Loki Lançado – Baixe Agora!

Olá pessoal. Depois de uma angustiante ...