Home / Destaques / Dicas Para Novos Usuários de Linux
choose-linux-distro-644x250

Dicas Para Novos Usuários de Linux

Olá pessoal, hoje quero dar algumas dicas para os usuários novos no Linux em como escolherem uma Distro para começarem, buscarem ajuda para seus problemas, ou buscarem informações adicionais sobre o sistema e os cuidados com as fontes em que se buscam tais informações, e dicas para quem deseja se tornar um profissional certificado.

Este post é um pouco grande, então decidi por numerar os tópicos e subtópicos, e descrever um índice antes para ficar melhor.

indice3

Então Vamos lá?!

1 – Escolha Sua Distro

1.1 – O Universo Linux e Sua Complexidade – Mas Não Se Assuste!

O “universo Linux” é muito grande, mas isso é bom pois te dá muitas opções. Vemos isso na quantidade de sistemas operacionais diferentes usando o kernel Linux, as chamadas Distribuições, os diversos Ambientes Desktop, e a gama de programas que cada uma oferece, além de diversos outros programas que os repositórios disponibilizam. Isso pode ser um pouco confuso para quem está começando e precisa escolher qual distribuição Linux irá começar a usar.

Mas se você, que está lendo este artigo agora, está começando, não se preocupe, pois a maioria das Distribuições mais populares de Linux, são fáceis de usar e você conseguirá fazer todas as coisas que fazia em outro sistema operacional, tais como navegar na internet, editar textos, planilhas, apresentações, editar vídeos, instalar programas, jogar e etc, tão facilmente e em alguns casos até mais facilmente que antes. Abaixo descreverei alguns fatore que podem ajudar na escolha.

choose-linux-distro-644x250

1.2 – Quais As Distribuições Linux Mais Populares

O fator popularidade da distribuição pode ser um fator importante na hora de escolher.
As 10 Distribuições Linux atualmente mais populares segundo a Distrowatch são:
(ranking de acesso nos últimos 12 meses, e as setas indicam se os acessos nos últimos meses vem aumentando, diminuindo ou se mantendo iguais)

distros2

1 Mint 2924>
2 Debian 1753>
3 Ubuntu 1673=
4 openSUSE 1343>
5 Fedora 1212=
6 Mageia 1041<
7 CentOS 1000=
8 Manjaro 919>
9 Arch 842<
10 elementary 833<

 

Embora algumas delas possam até se parecer por usarem o mesmo ambiente desktop, cada Distro possui algumas características internas próprias. Alguns poucos comandos de terminal podem mudar, (como atualizar o sistema via terminal), ou gerenciar os programas e atualizações através de um programa com interface gráfica (o gerenciador de pacotes e atualizações podem ser diferentes), algumas são mais voltadas para serem usadas em servidores, como o openSUSE por exemplo (por causa do painel de administração de serviços Yast), ou o CentOS ou o Debian, que são bem estáveis, outras para ter um ambiente mais fácil de se usar para quem está começando, como o Mint, outros mais leves para quem possui máquinas com hardware mais fraco, e assim por diante.

1.3 – Exemplos Visuais de Distribuições Linux

Muitas delas desenvolveram sua própria interface gráfica, baseadas em outras que já existiam, como é o caso do Ubuntu que usa o Unity, o Mint que usa o MATE ou o Cinnamon, e o Elementary OS que usa o Pantheon Shell, mas existem outras que possuem interfaces bem conhecidas de projetos bem antigos e estáveis, como o Gnome e o KDE.

Mesmo assim, você poderá baixar o Ubuntu com o Gnome por exemplo, ou o Kubuntu, que é o Ubuntu com KDE, ou instalar a interface que quiser na distro que baixou, por exemplo, instalando o Unity no Arch Linux, ou o KDE no Ubuntu com Unity, e então escolher qual interface vai usar no momento do login. Isso é muito flexível.

Veja abaixo as distros mais famosas do ranking e sua aparência usando a interface que vem por padrão.

1.4 – Como Escolher A Distribuição Linux Mais Adequada para Mim?

No site Linux Descomplicado, existe um projeto incrível (e os parabenizo demais por isso) que ajuda os usuários a escolherem uma Distro dentre mais de 40, que seja de acordo com o que eles procuram, ou seja, com características tais como:

  • Aparência – foco na aparência e visual
  • Produção digital – foco no suporte a produção e edição de mídias digitais
  • Estabilidade – foco na segurança e garantia de um sistema estável
  • Minimalismo – foco no baixo consumo de processamento computacional
  • Facilidade – foco na facilidade de uso; ideal para iniciantes
  • Servidor pessoal – foco em prover serviços de redes diversos; como: websites e base de dados

Todas as distros Linux foram categorizadas conforme descrição de cada uma delas em seus respectivos sites oficiais e na base de dados do projeto DistroWatch.com, que reúne centenas de distros.

Clique na imagem para acessar agora e descubra.

choose-your-distro2

2 – Processo de Aprendizagem – Do Iniciante ao Expert

study4

2.1 – Se Quiser se Tornar Um Usuário Avançado

A maioria das tarefas que um usuário comum realiza, podem ser facilmente e naturalmente aprendidas no Linux. E conta-se também com a facilidade e intuitividade de muitos programas, que tem praticamente o mesmo objetivo de outros similares (que muitas vezes são pagos) e usados em outros sistemas operacionais não-Linux.

Agora, se você deseja aprender o uso do sistema em um nível avançado, irá precisar usar o sistema por mais tempo para se habituar e aprender a realizar algumas tarefas mais complexas, muitas vezes com ajuda do terminal, que pode parecer mais complexa no começo, mas aprendendo certos comandos, irá tornar algumas tarefas muito mais simples e rápidas do que feitas através de um programa com interface gráfica.

Claro que não é para isso que usamos o terminal. :-)

Claro que não é para isso que usamos o terminal. 🙂

Um exemplo: Você quer encontrar todos os arquivos com extensão “.jpg” em seu computador em várias pastas e subpastas e depois transferi-las para uma pasta de rede para fazer um backup (ou apagá-los ou o que quiser). Se fizer isso pelo gerenciador de arquivos um por um, pasta por pasta, irá levar horas. Se usar um comando “find“, por exemplo (com os parâmetros corretos para encontrar o tipo de arquivo “jpg” e a ação depois de encontrá-los), poderá rodar o comando uma vez apenas e ele fará tudo para você e muito rapidamente. Recentemente precisei fazer isso novamente em uma máquina e levou apenas 1 minuto, o que poderia levar horas.

Como Conseguir:

  • Com o tempo usando;
  • Interesse e leitura de artigos na internet
  • Poderá fazer um curso presencial de fundamentos em Linux
  • Comprar livros, ou vídeo aulas, ou fazer um curso EAD (ensino a distância).
  • Pedindo Ajuda a um Amigo

study5

Nada melhor do que uma pessoa do seu lado te dizendo como fazer certas coisas. Muitas pessoas não são tão boas auto-didatas, nem conseguem aprender muito bem fazendo cursos online EAD, daí é preciso fazer um curso oficial e presencial mesmo. Mas enquanto ainda não começou e nem escolheu a instituição de ensino adequada para fazer seu curso, um amigo presente poderá ajudar bastante.

Mas claro, se quiser ou precisar chegar nesse nível avançado, pois a maioria das tarefas podem ser realizadas graficamente e facilmente.

2.2 – Se Quiser Tornar-se Um Profissional Certificado “Mestre Samurai”

Agora para quem quer sair apenas do Desktop e ir para Servidores.

EvolutionSysadmin_Infographic4

Caso você trabalhe na área de TI ou é um estudante de TI, e tenha que trabalhar com servidores Linux, por exemplo, daí vai exigir um pouco mais, mas com um “pouquinho” de esforço, sim, (o mesmo esforço para aprender qualquer coisa nova nessa vida), poderá progredir do nível de usuário avançado para então um administrador de sistemas.

Esse progresso vai depender do tempo de uso do sistema, do trabalho com o sistema, de laboratórios que realizar, estudo de livros ou vídeo aulas e cursos oficiais. Eu mesmo estou nesse processo de crescimento.

Se Quiser saber mais sobre o conteúdo dos cursos preparatórios, exames e pré-requisitos dê uma olhada neste artigo: Torne-se Um Profissional Certificado Linux

3 – Seis (6) Dicas Para Buscar Ajuda Online

Pessoal, abrirei um adendo aqui, pois é muito importante para mim, falar do que acontece online (de bom e de ruim).

Existem experiências muito legais e pessoas muito altruístas em fornecer ajuda, mas também existem outras que não, e creio que isso é inerente do ser humano. Então esta parte do post, é para ajudar a achar bons canais, alertar sobre comportamentos hostis, e ajudar os usuários iniciantes a serem também bons pedidores de ajuda.

globo reporter-meme2

São os tópicos:

  • 3.1 – Buscar Ajuda Online é Excelente, Mas Tenha Certo Cuidado.
  • 3.2 – Maus Comportamentos – Reconheça os Sintomas
  • 3.3 – E o Bom Usuário de Linux, Como Se Comporta Online?
  • 3.4 – Uma Simples Regra Para Comentar Algo Online
  • 3.5 – Dicas úteis para Ajudar o Linux a crescer (e não atrapalhar)
  • 3.6 – Bons Fóruns

3.1 – Buscar Ajuda Online é Excelente, Mas Tenha Certo Cuidado.

user-experience

O usuário iniciante também necessita muitas vezes de ajuda online para resolver certos problemas pontuais da distribuição Linux que ele está utilizando, tais como encontrar e instalar um driver para um dispositivo externo, resolver um problema do ambiente gráfico, resolver algum problema com a atualização do sistema, ou de um programa específico, resolver problema de repositórios, chave gpg, permissões de pasta e etc.

Apesar de toda a colaboração que a internet oferece, nem sempre tudo o que se tem é bom e existe uma certa “toxicidade” de certos grupos em redes sociais. Por isso é preciso escolher boas fontes de consulta.

_20151023_172407No caso de tirar dúvidas em grupos nas redes sociais, dependendo do grupo escolhido, a coisa pode ficar “um pouco fora dos padrões”. Como a internet é meio “terra de ninguém”, muita gente diz o que quer, pratica o cyberbullying e fica tudo por isso mesmo. Por isso é importante escolher bons canais que contenham um código de conduta e um moderador atento.

Se houver quaisquer tipos de comportamentos inadequados e não corrigidos, não entre em guerra, aguarde até que algum moderador controle a situação, e se não acontecer, recomendo deixar o grupo.

Exemplo de Cyberbullying de Peso Recente

Falando-se de cyberbullying, recentemente um caso de peso nesse sentido, Sarah Sharp, que integrava a equipe de desenvolvedores do kernel Linux, abandonou o seu cargo na própria “The Linux Foundation” Empresa que mantém o kernel do Linux, e onde trabalha Linus Torvalds, o pai do Linux.

Sarah Sharp foi desenvolvedora e mantenedora dos drivers de USB 3.0 no Kernel Linux e também fazia parte de ações promovidas pela “The Linux Foundation” para atrair mulheres para o projeto, com a ideia de trazer mais desenvolvedoras para o Linux.

“Isto aconteceu depois de um grande período de análise, de planejamento, eu não tomei a decisão de simplesmente me demitir de maneira leviada, me senti culpada por um longo tempo por deixar o cargo. No entanto, eu finalmente percebi que não poderia mais colaborar com uma comunidade que não estava me respeitando”, diz Sarah Sharp.
Ela relata em seu blog que o motivo da saída seriam as piadas e “xingamentos sutis” de homofobia e sexismo por parte dos outros integrantes.
Como vemos, isso pode acontecer até mesmo no “alto escalão”. Mas para os usuários em geral, isso também acontece com mais frequência do que imaginamos.

Freud Explica!

É um comportamento hostil que os psicólogos conhecem muito bem, causado em suma pelo egocentrismo, narcisismo, soberbaarrogância, sexismofalta de auto-estima, necessidade de auto-afirmação, estrelismo e consequentemente o cyberbullying, ou seja, no contexto deste artigo, a pessoa quer ter sempre razão e ser reconhecido por isso, ofende e menospreza a quem ele não concorda ou quem não concorde com ele. E muitas pessoas que agem assim, nem se dão conta que estão agindo mal e pensam que estão agindo corretamente na defesa do que pensa. Uma pessoa assim muitas vezes inconscientemente se disfarça em um ajudador, para na verdade apenas receber reconhecimento pessoal e alimenta seu ego disso.

Isso acontece dos dois lados de quem interage em blogs e fóruns. Do lado de quem pede ajuda e do lado de quem deveria fornecer apenas ajuda. Muito se vê de usuários mais experientes esbanjando grosserias e maus tratos com os mais novos, ou outros membros de determinado grupo, por fazerem perguntas muito básicas ou por terem opiniões errôneas e/ou contrárias as deles.

E novamente recomendo: Em bons canais que se tem um bom moderador que impeça esse tipo de ação, os comentários ficam sob controle. Em canais que não possuem esses cuidados, ou quando o próprio proprietário de um grupo de debate é o que pratica o cyberbullying, daí a coisa sai do controle mesmo.

Yoda_Star_Wars_Episo_dio_I_A_Ameac_a_Fantasma

3.2 – Maus Comportamentos – Reconheça os Sintomas

Vou citar aqui alguns exemplos em relação à grupos que discutem sobre Linux, pois é o tema do artigo para ajudar o usuário novo, mas esse tipo de comportamento existe em diversos outros grupos com outros diversos temas, inclusive em grupos de suporte a outros sistemas operacionais ou grupos de outros assuntos não relacionados com TI.

Infelizmente seguem os maus exemplos abaixo:

3.2.1 – O Mau Usuário Iniciante Linux – Que Solicita Ajuda

  • Pergunta coisas que poderiam ser encontradas com uma pesquisa no Google;
  • Quer que os outros lhe digam como fazer coisas, mas não quer aprender o conceito – o por quê e o como;
  • Pergunta coisas que dependem de um conhecimento prévio muito básico sobre informática e não procura buscá-lo;
  • Acredita em tudo o que outros usuários lhe respondem;
  • Não gosta de testar e experimentar outras Distribuições ou programas;
  • Também acreditam que o que ele usa tem que ser o que os outros devem usar também;
  • Acredita e propaga nos rótulos que aprenderam em grupos ruins e praticam o cyberbullying;
  • Reclama dos procedimentos passados que não deram certo, como se fosse culpa da pessoa que passou na tentativa de ajudar;
  • Não agradece pela ajuda que recebe e até usa de palavras ofensivas contra o sistema e/ou aquele que passou alguma solução;
  • Reclama de distribuições Linux por causa de algo que deu errado para eles;
  • Adora alterar demais o sistema, fazendo muitas personalizações e culpam o sistema quando acontece algum problema por causa do que fizeram;
  • Compara Softwares Pagos de peso com softwares open source que não sabem usar;
  • Abandona o Linux ou algum programa, por causa de sua falta de conhecimento, interesse em aprender e falta de paciência em buscar soluções;

Bart-Simpson-final

3.2.2 – O Mau “Experiente” em Linux – Que Deveria Fornecer Ajuda

Diz que usando Linux você é livre mas…

  • Quer que todos pensem como ele;
  • Quer coagir os outros através de argumentos a usarem Linux;
  • Não sabe (geralmente) a diferença entre software livre e open source;
  • Não respeita a liberdade de escolha dos outros em usar outro sistema;
  • Tem preconceito, rotula e destrata os usuários iniciantes;
  • Tem preconceito, rotula e destrata os usuários de Windows e Mac;
  • Mostra comportamentos preconceituosos e machistas com as meninas;
  • Quer que todos considerem a melhor Distribuição a que ele diz ser a melhor;
  • Quer que todos considerem o melhor Ambiente Desktop o que ele diz ser o melhor;
  • Tem preconceito e rotula outras Distribuições que não usa e gosta (e muitas vezes que nem conhece e nunca usou);
  • Destrata os usuários de outras Distros que ele não gosta;
  • Considera-se melhor que outros usuários iniciantes e os rotula;
  • Não usa o conhecimento como uma forma de contribuir e sim para se mostrar superior.

bad_user5309
tirinha do site Vida de Suporte.

3.3 – E o Bom Usuário de Linux, Como Se Comporta Online?

Lux-Linux-libre

  • Compartilha Informações;
  • Nunca ofende outros usuários;
  • Compartilha Links de sites que possam ajudar;
  • Respeita a opinião alheia mesmo que não concorde;
  • Procura ser compreensivo com quem precisa de ajuda;
  • Não destrata o usuário muito leigo e iniciante, mesmo que este esteja pisando na bola;
  • Recomenda material de estudo de Base para usuários iniciantes, como definições da Wikipedia;
  • Não rotula usuários ou sistemas específicos, apenas descreve e alerta sobre os bugs que conhece e que merecem correção;
  • Não faz nada do que foi citado nos exemplos dos maus usuários.

 

3.4 – Uma Simples Regra Para Comentar Algo Online

coments

3.5 – Dicas úteis para Ajudar o Linux a crescer (e não atrapalhar)

No link a seguir do site Linux Descomplicado, são apresentadas 6 dicas para ajudar o Linux.

1 – Compartilhe o que você leu e que te ajudou
2 – Reporte os erros/bugs aos mantenedores das Distribuições
3 – Participe de um fórum
4 – Compartilhe o conhecimento adquirido
5 – Faça doações
6 – Ajude nas traduções

3.6 – Bons Sites e Fóruns

Sites específicos de Linux do Brasil

Toca do Tux Ubuntu Dicas
DevLinuxBr Meu Pinguim
Metamorphose Linux Manjaro Brasil
União Livre SempreUpdate
Viva o Linux Blog do Técnico Linux
TutorFreeBR Ubuntero
Ubuntu Games PRMJunior
Linux Mint Brasil Blog do Edivaldo
Gnome Brasil Tux 4 You
Seja Livre Br-Linux
Cotidiano Linux UnderLinux
Tec Dicas Linux Descomplicado
Livre Navegar DioLinux
Orgulho Geek

 

Fóruns e Wikis

Ao escolher uma ou mais distribuições Linux que você irá usar, procure pelos fóruns de ajuda oficiais, (ou não-oficiais, mas que sejam bem recomendados), para se afiliar.

Exemplo:

Por exemplo, se você escolheu usar o Ubuntu, (que é provavelmente a distribuição hoje mais popular para desktop), você pode se cadastrar em um fórum de ajuda do Brasil como o Ubuntu Fórum-BR: http://ubuntuforum-br.org.

Repare como é bem categorizado, inclusive com uma categoria exclusiva para iniciantes.

ubuntu-forum-br

O mesmo se dá com outras Distribuições de peso, ou seja as que existem a mais tempo e são mais utilizadas no mundo como o Debian, Fedora, Linux Mint, CentOS, openSUSE, e etc.

 

4 – Conclusão

Considerações Finais

É isso aí! Se está iniciando no Linux, vai ter uma experiência muito boa em aprender um sistema operacional muito fácil de usar, de manter atualizado, de personalizar, seguro contra malwares, leve e rápido que pode te atender em diversas demandas.

Se você é novo e teve uma experiência ruim, não desanime, teste mais, instale outras distribuições e encontre a que gostar mais. Vai perceber que existem distros fantásticas.

Se buscou ajuda online e alguém lhe tratou mal, (e você não comentou de volta, pois sentiu que a culpa foi sua em perguntar algo que não devia), não se sinta mal, apenas abandone o grupo e procure outros com padrões melhores. Lembre-se que experiências ruins na internet existem em muitos sites e redes sociais de vários segmentos, mas seja otimista, pois existe muita informação e gente boa que realmente ajuda de forma altruísta. E olha, já vi muitos “santos” desse tipo online que me ajudaram e ajudaram outras pessoas até mesmo quando muitos outros não tiveram mais paciẽncia, continuaram a ajudá-las. Não percamos as esperanças, pois há muita gente de natureza muito boa em nosso país. Eu também estou procurando ser uma delas ao compartilhar informações através deste site que criei com o objetivo de compartilhar tudo o que foi bom e funcionou para mim.

Gostou? Tem mais alguma coisa que já viu, faltou colocar aqui e gostaria de acrescentar?

Faça a sua parte, comente, compartilhe também, curta a nossa página e compartilhe os artigos daqui que te ajudaram! 😆

Sucesso,

Cleuber

Share

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

4 comments

  1. legal cara, parabens.

  2. Parabéns pelo post e muito obrigado por colocar meu blog na lista.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

eos15b

Review Elementary OS 0.4 Loki

Olá pessoal, Depois de aguardar ansiosamente ...