Home / Dicas e Tutoriais / Windows 8.1 chega à versão final (mas só será lançado dia 17 de outubro) Confira o que há de novo
windows-8-1-tela-inicial-600x337

Windows 8.1 chega à versão final (mas só será lançado dia 17 de outubro) Confira o que há de novo

A Microsoft anunciou que o Windows 8.1chegou ao status de RTM. Isso significa que ele está pronto: não há mais nada a ser feito, corrigido, alterado nem nada. Mas ainda precisamos esperar, já que seu lançamento oficial será só no dia 17 de outubro.

 

 

Há quase um ano, antes mesmo do lançamento do Windows 8 nas lojas de todo o mundo, veículos de tecnologia começaram a publicar as primeiras informações sobre um tal de Windows Blue. Nesta semana, durante a conferência Build, a Microsoft enfim lançou uma versão de testes do agora chamado Windows 8.1, que pode ser baixado gratuitamente hoje mesmo.

Como o nome sugere, este é o Windows 8 que você conhece, mas com pequenas mudanças. A Microsoft ouviu as reclamações dos usuários, aparou algumas arestas aqui e ali, consertou certos problemas e adicionou novos recursos, sem nada muito excepcional. Mas essas pequenas alterações fizeram a diferença.

O que o Windows 8.1 traz de novo? Confira nos parágrafos a seguir.

 Para os conservadores

O menu Iniciar, marca registrada do Windows, estava ali no canto inferior esquerdo da tela desde o Windows 95, lançado há quase 18 anos. Ao longo do tempo, ele sofreu diversas modificações, ficou mais bonito e ganhou novas funções, como um campo de busca, mas o funcionamento continuava basicamente o mesmo. O Windows 8 quebrou essa tradição, substituindo o menu por uma tela e sumindo com o botão. O resultado, claro, foi uma chuva de reclamações de usuários que não conseguiram se adaptar.

Agora, a Microsoft decidiu colocar o botão Iniciar de volta. Ele fica sempre visível na área de trabalho clássica e não pode ser ocultado, pelo menos na versão Preview. Quando você estiver na interface Metro, basta mover o mouse para o canto inferior esquerdo para o botão aparecer. O menu Iniciar, porém, não voltou: a única coisa que o botão faz é exibir a tela inicial, aquela com estilo Metro.

windows-8-1-preview-config-600x337

Você ainda tem aversão aos aplicativos Metro e blocos dinâmicos? Não tem problema, a tela inicial também mudou: é possível configurar para que o botão abra apenas uma lista com todos os aplicativos instalados. Quase um menu Iniciar, mas em tela cheia.

windows-8-1-preview-todos-apps-600x337

Não é mais necessário passar pela interface Metro antes de começar a trabalhar de verdade: basta selecionar uma opção chamada “Ir para área de trabalho, e não para tela inicial, quando eu entrar” para que o boot seja direto para o desktop clássico. E como agora é possível usar o mesmo wallpaper do desktop na tela inicial, não há mais aquele choque ao alternar entre interfaces tão diferentes.

A parte Metro também melhorou

windows-8-1-tela-inicial-600x337

Para quem usa a nova interface do Windows, há algumas novidades. A tela inicial pegou emprestada alguns elementos do Windows Phone 8, incluindo a setinha que abre uma lista com todos os aplicativos instalados no sistema. Está mais prático nomear grupos, e você pode mover ou redimensionar vários blocos dinâmicos de uma só vez. E esses blocos ganharam dois novos tamanhos (grande e pequeno).

O multitarefa ficou melhor. Dá para usar mais de dois aplicativos Metro simultaneamente, inclusive em múltiplos monitores, e eles podem ser exibidos com a largura que você quiser; no Windows 8 havia apenas dois tamanhos de largura disponíveis. Alguns aplicativos foram atualizados para melhorar a experiência: ao abrir uma imagem no aplicativo Email, por exemplo, ela será exibida ao lado, em vez de simplesmente ocupar toda a tela.

windows-8-1-preview-apps

O Painel de controle Metro, que antes exibia poucas opções em relação à versão clássica, está útil de verdade no Windows 8.1. É possível fazer praticamente qualquer tarefa: alterar a resolução de tela, configurar mouse e teclado, escolher opções de economia de energia, selecionar os aplicativos padrão, agendar backups, conectar-se a um VPN e até ingressar num domínio de rede.

No Internet Explorer 11, nada novo no visual, exceto o fato de que a lista de abas agora está localizada na parte inferior da tela. As mudanças maiores aconteceram no motor: ele suporta WebGL, o que na prática significa que veremos mais aplicativos web com gráficos em 3D, e o protocolo SPDY do Google para carregar as páginas mais rapidamente. Agora é possível abrir infinitas abas, e ele também reproduz vídeo do Netflix com HTML5. Tchau, Silverlight.

windows-8-1-preview-ie11-600x337

O Bing está bem integrado ao Windows 8.1 e, além de exibir resultados da web numa interface bem agradável, encontra arquivos armazenados no HD, configurações locais e aplicativos instalados. Ao estilo Knowledge Graph do Google, há informações rápidas sobre alguns termos: pesquise por Bill Gates e descubra facilmente a idade, local de nascimento e patrimônio líquido do fundador da Microsoft.

windows-8-1-preview-bing-600x337

A nuvem está logo ali

O SkyDrive está mais importante no Windows 8.1. Ele aparece durante a instalação do sistema e ganhou uma seção especial no Painel de controle, onde é possível verificar a porcentagem do espaço usado na sua conta (e adquirir armazenamento adicional), além de configurar backups automáticos.

windows-8-1-sincronizacao-skydrive-600x337

Muitas configurações podem ser sincronizadas com o SkyDrive, incluindo as cores e layout da tela inicial; tema e papel de parede da área de trabalho clássica; os dados gerados por aplicativos; favoritos, guias, histórico, configurações e senhas do Internet Explorer; e configurações do Painel de controle.

A ideia é bem simples: como todas as configurações estão salvas na nuvem, você terá um ambiente personalizado de acordo com seus gostos pessoais em qualquer computador ou tablet com Windows 8. Basta entrar com sua conta da Microsoft.

Temos aplicativos novos

A Microsoft embutiu alguns aplicativos novos no Windows 8.1. Tem o bonito Alarmes, que será especialmente útil nos tablets, com alarme, temporizador e cronômetro; a útil Calculadora, com funções científicas e diversos conversores de unidade; a Lista de Leitura, que funciona como um “Favoritos” turbinado e guarda páginas para você lê-las posteriormente; e até o Receitas e Bebidas, com nome autoexplicativo.

 

Existe também o aplicativo Saúde e Bem-estar, que tem potencial para causar polêmica. Há uma seção chamada Verificador de Sintomas, que tenta descobrir qual problema de saúde você está tendo e mostra inclusive possíveis formas de tratamento.

Funciona assim: você clica na parte problemática do seu corpo (olhos, por exemplo) e marca numa lista o que está acontecendo. Estão secos? Vermelhos? Coçando? No final, ele mostra as informações sobre a possível doença, com sintomas, causas, diagnóstico e tratamento.

windows-8-1-preview-saude-bem-estar-600x337

O Saúde e Bem-estar é útil para descobrir mais informações sobre uma doença, mas pode ser perigoso se não for usado com cuidado: ele é um prato cheio para que usuários se mediquem por conta própria. Então vale reforçar sempre: um médico não pode ser substituído pelo Windows 8.1. Nem pelo Google.

Vale destacar algumas características bacanas do Saúde e Bem-estar: o Rastreador de saúde gera gráficos para você acompanhar seu peso, pressão arterial e colesterol (obtidos através de exames, claro), enquanto o Rastreador de dieta serve como um controle das calorias que você consome – basta dizer o que você comeu em cada refeição, e informações como calorias, gorduras, carboidratos e proteínas são preenchidas automaticamente.

 

O Windows 8 deveria ser assim desde o início

windows-8-1-preview-loja-600x337

O Windows 8.1 não traz nada de surpreendente ou inovador, mas é uma evolução significativa em relação ao Windows 8. Na verdade, a versão beta do Windows 8.1 faz a versão final do Windows 8 parecer um sistema operacional inacabado. As inúmeras novidades pequenas, quando combinadas, fazem uma diferença enorme na experiência de uso: ele está muito mais prático e intuitivo.

Com a volta do botão Iniciar e inclusão de algumas funções, como a possibilidade de dar boot direto para a área de trabalho e uma simples seta para exibir todos os aplicativos instalados, a Microsoft deixou o Windows 8.1 bem mais familiar para quem está migrando do Windows 7 ou versões anteriores. Isso também parece resolver o problema de quem optou por migrar para o Windows 8, mas usava softwares como o Start8.

Os aplicativos Metro, que melhoraram bastante nos últimos meses com a liberação de atualizações pela Microsoft, ficaram ainda mais refinados. O aplicativo da Windows Store não parece mais uma série de quadrados e retângulos espalhados pela tela sem qualquer critério. Finalmente há alarme e calculadora nativamente. E ainda há aplicativos que vão melhorar até o lançamento da versão final, como o Mail.

O Windows 8.1, então, é o Windows 8 feito do jeito certo.

Caso queira testar o Windows 8.1 Preview, o download pode ser feito aqui. A versão final será lançada até o fim do ano e chegará através de uma atualização na Windows Store. Ela será gratuita para os atuais usuários do Windows 8.

Fontes: Microsoft, Tecnoblog

 

Share

About cleuberadmin

Cleuber Silva Hashimoto. Administrador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

eos15b

Review Elementary OS 0.4 Loki

Olá pessoal, Depois de aguardar ansiosamente ...